https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/12/carlos-bezerra.jpeg

ADVERSÁRIOS DE TAQUES

PMDB discute aliança com 10 partidos aliados para disputar o Paiaguás em 2018

Presidente do MDB, Bezerra defende Valtenir. Foto: Divulgação

Já visando as eleições de 2018, 10 partidos considerados de oposição ao governador Pedro Taques (PSDB) se reúnem na segunda-feira (12) para discutir os rumos de uma composição política-partidária.

 O presidente do diretório estadual do PMDB, deputado federal Carlos Bezerra, revelou que irão participar ainda o PT, PR, PSD, PSC, PDT, PCdoB e até mesmo o PP que recentemente manteve discussões para ingressar na base aliada do governador Pedro Taques (PSDB).

“Será uma conversa sem candidato. A ideia é montar um grupo que possa permanecer unido e assim montar uma chapa para as eleições de 2018. O PMDB tem disposição de encabeçar uma chapa ao governo do Estado. Mas, tudo depende das composições”, disse.

Questionado a respeito de qual nome poderia se viabilizar pelo PMDB, Bezerra citou o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Antônio Joaquim, mas ressaltou que é incerto.

“Ele só poderá ser considerado pré-candidato a partir do desligamento do cargo de conselheiro do TCE”, destacou.

Por sua vez, Antônio Joaquim já declarou publicamente que vai se aposentar do cargo de conselheiro em dezembro de 2017, mas não admite que sua intenção seja aderir ao PMDB para ser candidato ao governo do Estado nas eleições de 2018.

Embora as conversas ainda estejam prematuras a respeito de composições políticas, nos bastidores, se comenta que pode ser feita uma composição ao Senado unindo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi (PP) com o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB).

Entretanto, tudo depende de qual rumo o PP seguir numa composição majoritária. Isso porque o partido se mantém aberto ao diálogo com o grupo da situação e também com oposicionistas.

Pelo lado da oposição, o senador Wellington Fagundes (PR) é uma das opções consideradas viáveis para concorrer ao governo do Estado nas eleições de 2018.

Veja Mais

Um comentário em “PMDB discute aliança com 10 partidos aliados para disputar o Paiaguás em 2018”

  1. O deputado petista disse ainda que houve um crescente aumento e f lego do movimento de rua contra o impeachment” e pela “consci ncia democr tica” e afirmou que n o acredita que o governo Temer teria legitimidade para governar. Segundo o deputado estadual Raul Pont, na reuni o foi feita uma avalia o mais geral do processo de afastamento de Dilma da presid ncia para o pa s. A tend ncia que, al m da an lise de conjuntura, ser discutido a liga o com partidos que n o votaram contra o impeachment.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *