https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/03/e09250cef5044fb6ab4ee80271161cf4.jpg

NOVO CHEFE DO MPE

Mauro Curvo quer ‘bombar’ Gaeco e anuncia novas Operações em Mato Grosso

O novo procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, Mauro Curvo, em entrevista à rádio Centro América FM, nesta manhã de terça-feira (7), disse que espera se reunir com o governador Pedro Taques (PSDB) até o fim desta semana para discutir os repasses do duodécimo para o Ministério Público do Estado.

Segundo Curvo, assim que tomar conhecimento de como o Estado fará os repasses atrasados e os futuros e ele terá condições de melhorar a estrutura do MPE como a convocação de pelo menos 25 novos promotores de Justiça.

O novo chefe do MPE alegou que na lista de espera de membros aprovados existem em torno de 30, mas que como houve atraso na convocação, Curvo acredita que só conseguirá chamar em torno de 25.

Ele disse também que quer colocar novos promotores no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco – para trabalhar em novas Operações a serem realizadas este ano em Mato Grosso.

Mauro Curvo tomou posse nesta segunda-feira (6) como novo procurador-geral de Justiça do Estado.

Curvo ressaltou que pretende inovar para continuar avançando. “Precisamos fazer com que o nosso Ministério Público seja o pioneiro de um caminho essencial para a afirmação de sua necessidade social, este caminho passa pela prestação de serviços digitais ao cidadão”.

Entre os projetos que deverão ser executados, o novo procurador-geral de Justiça cita o desenvolvimento de um aplicativo, inicialmente denominado “MP Cidadão”, que possibilitará às pessoas o contato direto com o Ministério Público para encaminhamento de denúncias, acompanhamento de processos, dentre outras funcionalidades.

Ainda nessa linha, o procurador-geral de Justiça propõe uma nova abordagem do serviço de saúde pública. “O Ministério Público, enquanto transformador da realidade social, não pode continuar a adotar as mesmas práticas com que vem tentando enfrentar o descalabro na nossa saúde pública, precisamos mudar nossa forma de atuação, influindo na elaboração de políticas públicas, apresentando soluções que a um só tempo otimizem os recursos financeiros e ser tornem ícones de boa gestão”, destacou.

O chefe do MPE defende a realização de um trabalho de convencimento junto ao Estado e aos municípios para a efetivação de compras de forma centralizada e conjunta, através de uma única ata de Registro de Preços que englobe todas as relações municipais de medicamentos capaz de atender todos os municípios.

“O procurador-geral de Justiça, enquanto agente político, pode travar um debate com o poder público estadual e municipal levando ao cidadão o conhecimento das vantagens das compras de medicamentos passarem a ser feitas de forma centralizada e coletivamente, via Ata de Registro de Preços. Temos certeza de que a adoção desta solução proposta acabará também com a questão da judicialização da saúde”, acrescentou.

Para 2017, o orçamento geral do Ministério Público do Estado de Mato Grosso previsto na Lei Orçamentária Anual é de R$ 453.315,682. Atualmente, o quadro funcional da instituição é composto por 245 membros, entre promotores e procuradores de Justiça, e 874 servidores. O Ministério Público está presente nas 79 comarcas do Estado.

CURRÍCULO: O promotor de Justiça Mauro Benedito Pouso Curvo, 44 anos, ingressou no Ministério Público do Estado de Mato Grosso em dezembro de 1997. Passou pelas comarcas de Araputanga, São José dos Quatro Marcos, Mirassol D´Oeste, Cáceres e Várzea Grande. De 2009 a 2016, ocupou os cargos de secretário-geral de Gabinete e de Administração, nas gestões dos ex-procuradores-gerais Marcelo Ferra de Carvalho e Paulo Roberto Jorge do Prado. Com assessoria de imprensa

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *