https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/03/SAM_0084.jpg

GESTÃO JOSÉ RIVA

Taques diz que ALMT precisa criar CPI para investigar rombo de R$ 500 milhões

SAMSUNG CSC

O governador Pedro taques (PSDB), disse na manhã desta terça-feira (7), durante a entrega do complexo Viário Walter Rabello, obra que deveria ser entregue na Copa do Mundo de 2014, que se ele fosse deputado estadual, iria propor uma CPI que investigasse o desvio de R$ 500 milhões da Assembleia Legislativa nos últimos 20 anos, de acordo com levantamento feito pelo Ministério Público do Estado.

SAMSUNG CSC

Taques, durante entrega de viaduto da Copa, diz que ALMT devia propor a criação de CPI para investigar rombo de R$ 500 milhões. Foto: Mato Grosso Mais

A fala de Taques é em resposta a uma proposta de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) pela deputada Janaina Riva (PMDB) para investigar possíveis irregularidades no Fundo Previdenciário do Estado de Mato Grosso.

O governador disse que não teria condições de avaliar a proposta de Janaina Riva (PMDB) para a criação da CPI, mas em tom duro, rebateu a sugestão da parlamentar ao propor uma investigação nos cofres do Parlamento Estadual nos últimos 20 anos, aonde o pai dela, o ex-deputado José Riva, ocupou durante esse período a Mesa Diretora da ALMT.

Janaina alega a necessidade da criação da CPI para investigar suspeitas de irregularidades no Fundo Previdenciário.

A proposta da criação da CPI ainda não foi levada ao Plenário da Assembleia Legislativa para entrar em votação se cria ou não a Comissão.

 Colaborou Isis Modesto.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *