https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/06/cadeia-e1520024193222.jpg

TENTOU PASSAR CELULAR

Justiça de Mato Grosso mantém prisão de servidora ligada ao Comando Vermelho

Divulgação

O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Rubens de Oliveira Santos Filho negou pedido liminar (provisório) de habeas corpus a uma servidora pública estadual flagrada tentando repassar um telefone celular a um membro do Comando Vermelho (CV) preso.

A decisão publicada no sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJe), na sexta-feira (03 de março) manteve a decisão de Primeira Instância ao converter o flagrante em prisão preventiva.

Segundo consta nos autos, a servidora pública tentou ingressar no presídio com aparelho celular.

O juiz da 11ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá determinou a prisão argumentando que a mulher teria cometido os crimes previstos nos Artigos 349-A e 333 do Código Penal (ingressar com aparelho telefônico em estabelecimento prisional e corrupção passiva), e 2º da Lei nº 12.850/2013 (organização criminosa).

Conforme o Boletim de Ocorrência registrado, a mulher confessou que estava levando os aparelhos móveis ao reeducando integrante da organização criminosa.

Além disso, já estava preparando outros celulares para serem transportados ilegalmente para dentro da cadeia.

O desembargador, por meio da liminar, considerou que a manutenção da prisão é necessária para a garantia da ordem pública, tendo em vista a natureza do crime e sua gravidade.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *