https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/06/dentista.jpg

POR BURLAR PONTO ELETRÔNICO

Dentistas que foram detidos devem pagar fiança e até 15 salários mínimos

Reprodução

Em audiência de custódia realizada nesta quarta-feira (05), no município de Juara, o Poder Judiciário estabeleceu fiança de R$ 14.970,00 para dois dos três dentistas detidos nessa terça-feira em flagrante por fraudarem o ponto eletrônico em unidades básicas de saúde. À terceira profissional, cuja remuneração mensal é inferior aos outros dois, foi arbitrada fiança no valor de R$ 10.978,00. O trio foi detido em operação conjunta realizada pelas Promotorias de Justiça Cível e Criminal, com apoio da Polícia Judiciária Civil.

De acordo com o Ministério Público, os profissionais vinham sendo monitorados desde o mês de fevereiro deste ano, após a instituição ter recebido várias reclamações da ausência de dentistas nas unidades públicas. Durante a investigação, foi constatado que os servidores iam até ao local de trabalho, nas Unidades Básicas de Saúde dos bairros Parque Alvorada, Jardim América e Porto Seguro, registravam o ponto de entrada e, após algum tempo, se dirigiam aos consultórios particulares, retornando à unidade pública apenas no final do expediente para bater o ponto de saída.

Os três vão responder pelo crime de falsidade ideológica em continuidade delitiva e também às sanções estabelecidas na Lei de Improbidade Administrativa que prevê, inclusive, perda da função e ressarcimento ao erário. Além disso, o Ministério Público encaminhará ao Município cópia de toda a investigação para instauração de Procedimento Administrativo Disciplinar.

Atuaram na investigação os promotores de Justiça Roberta Cheregati Sanches e Herbert Dias Ferreira .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 6 de junho de 2019 às 11:23:17
  • 6 de junho de 2019 às 11:22:36