https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/06/6a2b4e55-1b9e-42dc-926b-7185cb5f7443.jpg

VÍTIMA DE ESTELIONATO

PJC cumpre mandado contra três suspeitos da morte do estudante de odontologia

Assessoria | PJC-MT

Três homens são presos acusados de matar universitário de odontologia, na manhã desta quinta-feira (06). Também foram cumpridos quatro mandados de buscas e apreensão nas investigações conduzidas pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP). Foram realizadas buscas na unidade 1 do CRC, local onde encontra-se recolhido um dos acusados, resultando na apreensão de celulares, carregadores, balança de precisão, porções de drogas, chips de celular, e outros produtos.

A vítima Jhonattan Willian de Oliveira Carvalho, 22, foi assassinada na noite do dia 06 de outubro de 2018, por volta das 20h40, após cair em um golpe de estelionato praticado por um reeducando do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), no bairro Tijucal, em Cuiabá. Segundo a apuração, a vítima comercializava produtos pelo site OLX e nas redes sociais Facebook e aplicativo WhatsApp, foi neste contexto que o estudante foi assassinado.

A equipe da delegada Jannira Laranjeira apurou que um dia antes de ser assassinado  (05/10/2018), Jhonattan vendeu um relógio, no valor de R$ 1,2 mil, mas o pagamento foi ‘simulado’, pelo suspeito negociador, por meio de transação bancária denominada TED.

No dia seguinte, o suposto comprador marcou com a vítima, por meio de celular, para que ele fosse receber o dinheiro, em espécie. O ponto de encontrou foi no bairro Tijucal, uma rua atrás do Centro de Referência e Assistência Social (Cras), no bairro Tijucal, na Capital.

Antes dos disparos, a vítima foi vista discutindo com a o suspeito, em seguida houve os disparos de arma de fogo, que culminou na morte do universitário. A compra do relógio havia sido negociada por W.J.D.C  que está preso, no CRC de onde pratica vários estelionatos, principalmente, de produtos anunciados a venda na internet, o reeducando responde pelos crimes de roubo, violência doméstica, estelionatos, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 6 de junho de 2019 às 17:43:19
  • 6 de junho de 2019 às 17:30:29