https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/06/conversa-com-bial-3.jpg

CONVERSA COM BIAL

Ex-técnica da seleção diz que foi demitida por ser mulher

TV Globo

As estrelas da Seleção Brasileira estão em campo na Copa do Mundo Feminina da Fifa 2019, na França, a primeira transmitida pela TV aberta no Brasil.

Nesta quinta-feira, 13/6, o Brasil começou ganhando por dois gols, mas não resistiu ao futebol da Seleção Australiana, que precisava da vitória, e perdeu por 3 a 2.

Mas a derrota não abalou as torcedoras convidadas do Conversa com Bial: Fanta, ex-jogadora pioneira; Emily Lima, treinadora e ex-jogadora; Milene Domingues, comentarista e ex-jogadora; e Juju Gol, jogadora mirim.

Emily, a primeira técnica mulher da seleção feminina e a que menos durou no comando, confirmou a suspeita de Pedro Bial de que ser mulher influenciou na decisão de afastá-la.

“Hoje eu posso dizer que sim, antes eu não queria acreditar na minha demissão.”

Ela declarou que sente vontade de deixar o Brasil.

“Preciso ir para onde as pessoas me deixam trabalhar”, desabafou.

Fanta fala sobre a primeira Copa do Mundo feminina, em 1988, na China
Fanta fala sobre a primeira Copa do Mundo feminina, em 1988, na China

A veterana Fanta, de 52 anos, começou o papo. Ela estava na primeira Copa do Mundo feminina, em 1988, na China, quando ainda jogavam com o mesmo uniforme da seleção masculina e eram proibidas de dar entrevistas.

“Podia até arriscar falar, mas se fizesse isso você já não estaria na próxima convocação.”

Fanta fala sobre o fato de que o futebol feminino foi proibido no Brasil por 40 anos
Fanta fala sobre o fato de que o futebol feminino foi proibido no Brasil por 40 anos

Ela e Bial conversaram sobre o fato de que o futebol feminino foi proibido no Brasil por 40 anos. O programa resgatou imagens históricas da primeira vez em que times de mulheres, as seleções de São Paulo e do Rio de Janeiro, jogaram em um grande estádio, fazendo a preliminar de Corinthians e São Paulo no Morumbi em 1969 para um público de 68 mil pessoas.

Milene conta que suas bonecas ajudaram a desenvolver habilidades que a tornaram craque
Milene conta que suas bonecas ajudaram a desenvolver habilidades que a tornaram craque

A “rainha das embaixadinhas” Milene Domingues, de 39 anos, foi a segunda a entrar na conversa. Comentarista da Copa Feminina 2019, ela contou que suas primeiras bolas ajudaram a desenvolver as habilidades que a tornaram craque.

“Era difícil dominar uma cabeça de boneca. Eu já pedia as com o corpo de pano, que era mais fácil de arrancar.”

Milene relembra os tempos em que era considerada a “primeira dama do futebol brasileiro”
Milene relembra os tempos em que era considerada a “primeira dama do futebol brasileiro”

Domingues relembrou os tempos em que era considerada a “primeira dama do futebol brasileiro” por ser casada com Ronaldo Fenômeno. Apesar de, em campo, ouvir bobagem das arquibancadas, quando foi convocada para a seleção, em 2003, reconheceu que por conta do companheiro sua visibilidade foi maior.

Emily Lima fala de desafios como ex-técnica da Seleção Brasileira feminina
Emily Lima fala de desafios como ex-técnica da Seleção Brasileira feminina
A técnica

Emily Lima, ex-jogadora e primeira mulher no comando técnico da seleção feminina de futebol, entrou no bate-papo para falar sobre os desafios da equipe e do esporte. Emily foi afastada do comando da seleção em setembro de 2017 e o jornalista comparou sua situação a deJoão Saldanha (1917 – 1990) na Copa do Mundo de 1970, quando foi afastado às vésperas do embarque ao México para Zagallo assumir.

“Eu fiquei pouco tempo, em 10 meses a gente não consegue mudar muito o comportamento, mas eu espero ter plantado uma sementinha.”

Bial recebeu Fanta, Milena Domingues e Emily — Foto: TV Globo
Bial recebeu Fanta, Milena Domingues e Emily — Foto: TV Globo

O apresentador comentou que todo o esporte de alto nível tem uma última barreira a superar, que é a emocional.

“Logo na minha chegada, em 2016, eu chamei a responsabilidade e falei: ‘Vocês não são amarelonas. Agora deixa comigo e com a minha equipe, tirem esse peso das costas de vocês’.”

“Ofereceu os seus ombros para segurar esse peso”, completou o entrevistador.

Conheça a história da treinadora Kênia Paloma de Oliveira

Conheça a história da treinadora Kênia Paloma de Oliveira

‘Guerreiras da Bola’

Em um minidocumentário, o programa contou a história de Kênia, treinadora que realiza o sonho de jogar futebol de meninas de sua comunidade, na periferia de São Paulo.

Conheça Juju Bola, considerada promessa do futebol
Conheça Juju Bola, considerada promessa do futebol

Nova geração

O segundo bloco começou com Juju Bola, 9 anos, considerada promessa do futebol, fazendo embaixadinhas ao som de “Seven Nation Army”, tocada pela banda do do programa. Depois, Milene a acompanhou no bate bola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de junho de 2019 às 11:13:27