GRAMPOLÂNDIA PANTANEIRA

Procurador-geral determina apuração de suposta doação de placa “Wytron” pelo MPMT à Polícia Militar

O procurador-geral do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, José Antônio Borges Pereira, emitiu um despacho avulso interno hoje (17) que visa levantar as informações relacionadas à destinação da placa de computador da marca “Wytron”, utilizada para realização de escutas telefônicas.

A iniciativa foi tomada levando em conta notícias divulgadas pela imprensa a respeito da suposta doação da referida placa pelo Ministério Público à Polícia Militar, citada em depoimento de policiais militares à justiça no caso conhecido como “Grampolândia pantaneira”.

O procurador-geral determina, ainda, a juntada ao procedimento gerado a partir do despacho da cópia integral do SIMP (Sistema Integrado do Ministério Público) de nº 006070-001/2017, em que o Ministério Público presta informações ao Comando Geral da Polícia Militar referentes à destinação da placa “Wytron”, assim como das notícias veiculadas pelos meios de comunicação sobre o assunto.

Tomadas tais providências, o procurador José Antônio Borges Pereira ordena “a remessa do procedimento gerado à Corregedoria-geral do Ministério Público para conhecimento e providências julgadas pertinentes, com cópia integral ao Núcleo de Ações de Competência Originária – NACO Criminal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 18 de julho de 2019 às 07:39:24