https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/07/wellington.jpg

EDUCAÇÃO PARADA

Senador critica Mauro Mendes por falta de diálogo com Sintep para encerrar greve

Reprodução

O senador da República Wellington Fagundes (PR) avaliou a greve da educação no Estado e disse que conduziria de forma diferente, de como o governador Mauro Mendes (DEM) está levando essa situação. E, segundo ele, a paralisação está se estendendo de mais.

As observações foram feitas após a reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, nesta terça-feira (23). Evento promovido pelo Governo do Estado com a presença do ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.

“Greve é ruim para todo mundo, é ruim para o trabalhador, é ruim para o Estado e principalmente para a população. Eu governaria de forma diferente, não sou homem de embate, eu prefiro diálogo, e acredito que já está se estendendo de mais (a greve da educação)”, avaliou Wellington.

Em relação ao diálogo, entre o Estado e o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), o senador pensa que, “deveria ter mais diálogo, porque, qualquer negociação diuturnamente tem que ser feita a insistência pra encontrar uma solução”.

E sem cerimônia, Fagundes mandou um recado para Mendes, e fala que o servidor público não deve ser visto como um inimigo do Estado e ambas as partes tem que ceder um pouco.

“O tencionamento não é bom, agora vai ter que ceder ambos os lados. Eu acho que o servidor público sabe da onde tá a arrecadação, tem que mostrar isso para a população. Para o Estado cumprir o compromisso tem que ter dá onde tirar, espero que isso seja colocado às claras. Os servidores não podem ser vistos e nem colocados como alguém que está atrapalhando o Estado”, disse o senador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 25 de julho de 2019 às 08:33:15