https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/iyv-1.jpg

Enéias Raasch

Caça-níqueis: do prazer ao vício

As slot machines são um dos jogos de fortuna e azar do qual os brasileiros mais gostam. Mas quando é que o prazer do jogo vira vício? Venha descobrir.

Os jogos de casino têm um grande potencial aditivo. Ao redor do globo – e também no Brasil – muitas pessoas acabam por ficar enredadas no seu jogo favorito e por criar uma necessidade patológica de continuar a jogar, mesmo quando as perdas são significativas e preocupantes.

Perder o controlo nos jogos é ainda mais simples no século XXI. Por um lado, o universo dos jogos online cria no jogador uma sensação de não estar a ser observado. Por outro, os anúncios estão por toda a parte e saltam em cada janela de pop-up, facilitando o contacto, a procura e a adição a este tipo de atividade.

Para acentuar ainda mais esta tendência, a ideia de ganhar um dos melhores jackpots em slots de casinos online em espaços como https://free-spins.net/br/jackpots/, cria um grande apelo entre os jogadores, sendo que nem todas as pessoas conseguem gerir a emoção criada da forma mais positiva.

Mas, afinal, o que leva as pessoas a ir do prazer ao vício com os caça-níqueis? Venha descobrir.

Caça-níqueis: porque são tão apelativos?

Quando se inicia a prática de jogar nas slot machines, não se percebe o potencial viciante deste jogo.

Os caça-níqueis são visualmente apelativos, fáceis de jogar, estão ligados a elementos que fazem parte das tendências dos nossos tempos, contam com bónus interessantes e têm a possibilidade de se ganhar bons rendimentos, caso calhe sair o jackpot acumulado.

Estas são algumas das razões pelas quais, entre os jogos de fortuna e azar, um dos mais procurados é, justamente, o caça-níqueis.

Continuando a jogar, algumas pessoas encontram uma atividade moderada e que fazem com prazer. Já outras, acabam por se deixar levar e por viciar no jogo.

Como surge o vício nas slots?

Perder o controlo com os caça-níqueis não é difícil. Antes de mais, estes jogos são atrativos e proporcionam momentos de bem-estar. Além disso, muitas pessoas têm o verdadeiro desejo de enriquecer com a prática e acabam por continuar a gastar o seu dinheiro, quando já estão a perder, para tentarem recuperar o que já perderam com o jogo.

Números recentes estimam que cerca de 2 milhões de brasileiros tenha problemas com vício no jogo, havendo ainda uma ideia clara sobre a potencialidade que cada tipo de jogo tem de viciar o seu jogador. Entre todos os jogos, o mais viciante são, realmente, os caça-níqueis. Ainda assim, este é seguido por outros, como o bingo digital, o póquer e as apostas hípicas.

O vício no jogo é uma doença – uma condição de psiquiatria – que pode ser tratada, através de tratamentos psicoterapêuticos, isolados ou em grupos. Algumas pessoas, no entanto, necessitam mesmo de medicação para contrariar este vício.

A legalização dos caça-níqueis poderia tornar mais simples a regulação desta questão, através da criação de proibições específicas para as pessoas que tivessem sido diagnosticadas com este problema psiquiátrico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais