https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/WhatsApp-Image-2019-08-20-at-18_38_25.jpeg

JUÍNA

Promotores de Justiça participam de ato contra a Lei de Abuso

Reprodução

Promotores e servidores que atuam na Promotoria de Justiça da Comarca de Juína participaram nesta terça-feira (21) de um ato público contra o projeto de lei de “Abuso de Autoridade”, na porta do Fórum da cidade (localizada a 778 km da capital). O evento reuniu cerca de 30 pessoas de vários órgãos públicos e instituições como funcionários do Poder Judiciário, Polícia Militar do Estado de Mato Grosso e Polícia Judiciária Civil. O projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional, que aguarda sanção presidencial, tem sido motivo de preocupação por restringir a atuação da magistratura e do próprio Ministério Público.

Os promotores de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, Dannilo Preti Vieira e Rafael Marinello participaram do ato que buscou manifestar indignação do segmento em relação às mudanças previstas no projeto de lei. “Ao que me consta ninguém na rua está pedindo menos polícia, ninguém na rua está pedindo para que solte mais bandidos, ninguém na rua está pedindo para dificultar a investigação, o julgamento, ninguém está pedindo isso; o que a população na rua está desesperada é justamente ao contrário, que haja mais segurança pública, que haja maior responsabilização das autoridades”, avalia Linhares.

Linhares e o juiz Vagner Dupim Dias foram os organizadores do ato, que busca chamar a atenção da sociedade para o que pode acontecer com as instituições que atuam no combate e repressão à criminalidade. “Clamamos a população para que prestem atenção no que está acontecendo, há literalmente um golpe legislativo em curso que pode violar sim a segurança pública e vai tornar ainda mais difícil o combate à corrupção. Todo esse processo, que começou com a Lava-Jato e na verdade foi um grande ápice de todo um processo que já existe em todo país, vai ser prejudicado”, afirmou Dupim.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *