https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/296989-Queimada-1.jpg

MEIO AMBIENTE

Mendes prorroga período proibitivo de queimadas e desmatamento

Secom-MT

O Governo de Mato Grosso vai prorrogar o período proibitivo de queimadas até o dia 30 de novembro.

O anuncio foi feito na tarde desta sexta-feira (30) pelo governador Mauro Mendes (DEM), durante entrevista coletiva no Palácio Paiaguás.

Além das queimadas, o executivo estadual também vai proibir até a mesma data, autorizações para qualquer tipo de desmatamento.

A medida será publicada em decreto e passa a valer ainda nesta sexta-feira.

A partir da próxima semana, o estado também irá divulgar, semanalmente, resultados da ações de combate às chamas e desmate ilegal.

O comunicado foi feito em meio à polêmica mundial em torno da Amazônia.

Mendes ainda reforçou que Mato Grosso irá endurecer as penas para quem for flagrado cometendo estes atos ilegais.

“Nós iremos adotar a política zero com desmatamento em Mato Grosso. Quem duvidar disso vai pagar caro, vai custar muito caro se ele apostar que nós seremos negligentes e ineficientes na questão do rigor da lei ambiental do nosso país”, explicou.

Segundo dados divulgados na coletiva, mais de R$ 60 milhões em multa foram aplicados apenas nesta semana.

O valor é referente a fiscalização de 28 mil hectares.

Atualmente, o governo conta com o efetivo de 51 instrumentos para fiscalização e combate, o que compreende bases e unidades centrais e descentralizadas das forças de segurança, com 592 servidores e 115 viaturas.

Até o momento, a operação “Abafa Amazônia” atendeu mais de 2 mil ocorrências.

Esta ação, deflagrada no dia 19 de agosto é coordenada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), em parceria com a Defesa Civil e outros órgãos.

Na segunda-feira (02), a Sema irá compartilhar com a Sesp, dados da ferramenta “Planet”, que emite informações em tempo real sobre incêndios e desmatamento, ampliando também a cobertura de fiscalização.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO