https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/09/WhatsApp-Image-2019-09-10-at-07.20.16.jpeg

EM CUIABÁ

Politec começa perícia para descobrir se incêndio no prédio da Seduc foi criminoso

Sd Bm E Vieira

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) está na manhã desta terça-feira (10), no prédio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), localizada na Rua Major Gama, bairro do Porto, em Cuiabá, para apurar as causas do incêndio que atingiu o local.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) interditou a rua próxima ao prédio, já que parte da parede da Seduc corre risco de desabamento.

O local, um galpão de depósito da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), foi atingido por um incêndio de grandes proporções no fim da tarde desta segunda-feira (9).

O prédio está localizado ao lado do Centro Estadual de Média e Alta Complexidade (Cermac), na região central da capital. Dos dois barracões que compõem o local, apenas um foi atingido e parte da estrutura veio a desabar.

Sete viaturas do Corpo de Bombeiros e 45 militares foram deslocados para atender a ocorrência.

O depósito abrigava materiais como livros, revistas e utensílios de almoxarifado.

De acordo com o comandante da ação, tenente-coronel BM Paulo Corrêa,  as chamas demoraram cerca de 1h20 para serem isoladas.

Segundo ele, o fogo teria começado por volta das 16h.

“A estrutura de um dos barracões foi completamente comprometida, mas o fogo foi controlado. Das sete viaturas que temos aqui, três vieram de outro incêndio porque nós tínhamos o prédio da saúde aqui do lado e era nossa maior preocupação”, disse.

Moradores da região relataram os momentos iniciais das chamas.

Segundo a proprietária de uma imobiliária, Carmen Lúcia, houve diversas explosões.

“Eu escutei a primeira explosão e de repente todas as janelas do galpão começaram a estourar e fogo já vazou para cima. Foi tudo muito rápido”, afirmou.

Vizinhos ao prédio, a diretora do Cermac, Jocineide Rita dos Santos, falou ao Mato Grosso Mais sobre os momentos de pânico na unidade, no momento em que foram avisados do incêndio.

“Temos cinco ambulatórios aqui e o último deles é bem ao lado do depósito e a nossa maior preocupação era o fogo atingir ele. Na hora que tudo começou, foi uma correria, tivemos que sair avisando todo mundo e as pessoas tentado sair para tirar o carro junto aos bombeiros pedindo para evacuar por conta das explosões”, explicou.

Apesar do susto, não houve pessoas feridas.

Fotos: Sd Bm E Vieira

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 10 de setembro de 2019 às 12:43:23