https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/10/Defesa-de-Sebastião-Carlos-vai-recorrer-de-sigilo-na-ação-eleitoral-contra-Selma-O-Livre.jpg

SITUAÇÃO COMPLICADA

Selma: parecer para sua cassação teria sido feito “por encomenda”

Edilson Aguiar

A senadora Selma Arruda (PSL) acredita que o parecer favorável feito pela procuradora-geral Eleitoral, Raquel Dodge, para que seja cumprida de imediata decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) que, por unanimidade, cassou o diploma dela e dos seus dois suplentes, e determinou a realização de novas eleições para o Senado em Mato Grosso, tenha sido feito “por encomenda”.

A procuradora do Ministério Público Federal  defende ainda a confirmação da pena de inelegibilidade por período de oito anos.

A cassação no TRE de Mato Grosso ocorreu após investigações contra Selma Arruda por suposto caixa dois, de R$ 1,2 milhão.

De acordo com a ex-juíza, em nota se posicionando sobre o caso, o parecer  já estaria pronto, “por encomenda, ou a procurada-geral da República, Raquel Dodge, não tivesse mais nada a fazer, únicas hipóteses que justificariam tal concomitância”. comentou.

Leia mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 11 de setembro de 2019 às 10:54:45