https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/favero.jpg

METRALHADORA GIRATÓRIA

Fávero diz que Mendes governa para meia dúzia, critica Mesa da AL e anuncia rompimento com criação de blocão independente

Divulgação

O deputado estadual Silvio Fávero (PSL) abriu, literalmente, sua caixa de ferramentas e fez duras críticas à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado, sob o comando de Eduardo Botelho (DEM), e ao governador Mauro Mendes (DEM), em entrevista à imprensa, na manhã desta quarta-feira (25).

Muito irritado, Fávero adiantou que deve apresentar ainda hoje um requerimento em que pede a criação de um bloco independente na ALMT.

O parlamentar citou que além dele outros deputados também estariam com a mesma insatisfação.

O bloco já contaria com alguns nomes, são eles: deputado delegado Claudinei (PSL), Elizeu Nascimento (DC), Ulysses Moraes (DC), Valdir Barranco (PT), Lúdio Cabral (PT),  João Batista (Pros) e a possibilidade de ter também o deputado estadual Wilson Santos (PSDB).

Ao todo, Fávero acredita que já tem 10 nomes para compor o blocão independente.

“Gosto muito do Botelho, tenho muito respeito por ele. Infelizmente, não estou contente. A Assembleia fala em cortar ponto, cortar ponto. Fecha esse parlamento, ou chama os suplentes para trabalhar.”

O parlamentar não deixou escapar nem Allan Kardec (PDT), que deixou a cadeira na ALMT para ser o atual secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer.

“60% de renovação. Já falei até pra Allan Kardec, ele foi eleito deputado, ele não foi eleito pra ser secretário, não fazer essa manobra, isso tem que acabar, se você foi eleito pra ser deputado, tem que ser deputado. Não tenho rabo preso com ninguém”.

Sobre a administração estadual, o líder do PSL criticou duramente o governador Mauro Mendes.

Para Fávero, o chefe do executivo governa o Estado para meia dúzia.

“O Governo tem que governar para o Estado e não para meia dúzia. E ter aquela panelinha aqui dentro da Assembleia de meia dúzia de deputado. Eu acho que tem que pensar no todo, independente dele gostar do Silvio. Nós já não temos emenda. Tem que comunicar os deputados o que está fazendo, é meia dúzia só de deputado que é comunicado. A população não quer isso.”

Silvio Fávero também argumentou que vai buscar o Poder Judiciário para que o depoimento do doleiro Lucio Funaro torne-se público.

“Quero deixar aqui o meu descontentamento, não estava presente na sessão no dia, já estou procurando os meios jurídicos para apresentar o áudio para população”.

O deputado ainda citou articulações nos bastidores para o Tribunal de Contas do Estado, na eleição da Mesa Diretora da ALMT e na possível eleição na vaga da ex-juíza Selma Arruda.

“Vai um recado pra todo mundo. O PSL vai lançar um candidato. Ou eu ou Barbudo. E vou colocar meu nome para o Tribunal de Contas e para Mesa Diretora”.

*Colaborou Leonardo Mauro.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 25 de setembro de 2019 às 18:16:45
  • 25 de setembro de 2019 às 15:07:12