https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/10/John-Lennon-e-o-delegado-Fausto-Silva-da-DHPP.jpg

BOSQUE DA SAÚDE

PJC localiza namorada que desmente versão de suspeito pela morte de jornalista

John Lennon e o delegado Fausto Silva, da DHPP. Foto: Mato Grosso Mais

Equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, lideradas pelo delegado Fausto Freitas, realizaram novas diligências nesta quinta-feira (03) para coletar outras provas que levem ao esclarecimento da morte do jornalista Marcelo Feraz Leite, de 38 anos.

Os policiais conseguiram localizar a mulher citada como sendo namorada de John Lennon da Silva, 21 anos, suspeito da morte do profissional de imprensa.

John Lennon informou à polícia que matou a vítima porque a namorada teria mantido relacionamento sexual com o jornalista.

Em depoimento ao delegado Fausto Freitas, B.B.V. desmentiu parcialmente a versão dada pelo suspeito, confirmando que de fato tinha um relacionamento com John Lennon, mas que no dia do crime, ela estava com o rapaz e mais outro usuário de drogas próximos da Avenida Rubens de Mendonça, em Cuiabá.

Em um dado momento, o suspeito saiu do local e retornou momentos depois já com a vítima.

Depois, o grupo se deslocou até o terreno baldio, onde depois o jornalista foi encontrado morto. No terreno, a mulher se desentendeu do grupo e saiu, permanecendo no local o suspeito e a vítima.

John Lennon teria informado em depoimento que matou o jornalista porque encontrou a namorada mantendo relação sexual com a vítima.

A mulher afirma que foi para uma casa próxima, local utilizado por outros usuários de droga.

Ela relata ainda que estava há dias sem comer e dormir e que o suspeito disse a ela que tentaria conseguir dinheiro com a vítima.

Depois de aproximadamente 20 minutos, John Lennon apareceu na casa dizendo que estava arrependido de algo que cometeu, sem citar o que ocorreu.

Discutiram por causa de drogas e o rapaz disse que sairia para conseguir entorpecente, retornando depois com a droga.

Voltaram a discutir, porque na casa tinha outras pessoas e John Lennon teria ficado enciumado, mostrando uma faca para B.B.V, que amedrontada, saiu do local e não voltou a ver mais o suspeito.

Os policiais continuam realizando outras diligências para reforçar as provas do caso.

O jornalista Marcelo Ferraz Leite foi encontrado morto na última segunda-feira, 30 de setembro, em um terreno baldio próximo ao viaduto da Avenida Rubens de Mendonça, no bairro Bosque da Saúde.

O corpo tinha sinais de violência física e foi reconhecido pelo pai da vítima, que havia registrado o desaparecimento do filho, no dia 28 de setembro, depois que ele saiu de casa e não mais retornou.

Na terça-feira desta semana, a Polícia Militar localizou John Lennon da Silva no bairro Baú, em Cuiabá, depois de receber informações de testemunhas onde ele estaria.

Em depoimento à Polícia Civil, ele confessou a morte do jornalista, alegando que praticou o crime porque encontrou a namorada com a vítima.

Marcelo Ferraz morreu em decorrência de traumatismo craniano causado por objeto contundente.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 4 de outubro de 2019 às 18:55:23