https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/10/04-Estação.png

RECURSOS HIDRICO

Estação Hidrometeorológica será inaugurada em Sinop

MPMT

Será inaugurada hoje (04), às 14h, a Estação Hidrometeorológica do Rio Preto. O evento ocorre no auditório das Promotorias de Justiça de Sinop, ao lado da Catedral. A estação fornecerá subsídios para planejamento e gerenciamento dos recursos hídricos da região. Serão monitorados os rios Preto, Rosana, Caiabi, Nandico, Celeste e Lira, além de alguns córregos na região de Sorriso.

A cerimônia de inauguração é promovida pela 3ª Promotoria de Justiça Cível da comarca em parceria com o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Direita do Alto Teles Pires. De acordo com os pesquisadores envolvidos no projeto, a cada 10 minutos serão transmitidas via rádio para um sistema online informações sobre o nível da água, turbidez, temperatura, PH e oxigênio. Uma vez por mês, os pesquisadores descem o rio para calibrar os sensores e garantir maior confiabilidade dos dados.

Como consequência desse trabalho, será possível identificar a quantidade de água que pode ser utilizada para captação e diluição de efluentes. Os estudos fornecerão subsídios para o enfrentamento de eventual crise hídrica. “A princípio serão instaladas seis estações hidrometeorológicas e três estações meteorológicas para avaliação das vazões, da quantidade de água disponível superficialmente e da qualidade dessa água. As informações obtidas vão subsidiar a adoção de políticas para o abastecimento público e para o desenvolvimento urbano”, explicou o professor doutor em Irrigação e Drenagem, Adilson Pacheco de Souza.

O promotor de Justiça Pompílio Paulo Azevedo Silva Neto ressalta que a ampliação da rede de monitoramento possibilitará um maior controle da captação da água. “Com essas informações, será possível ter embasamento científico para a concessão de outorgas por parte do poder público”, explicou.

Segundo ele, diante da importância do projeto, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso destinou, por meio de Termos de Ajustamento de Conduta, cerca de R$ 300 mil para a sua viabilização. “Após cadastramento da iniciativa, os infratores de normas ambientais destinaram, como forma de ressarcimento pelo dano moral coletivo ou moral difuso causado à sociedade, recursos para a execução desse importante projeto”, enfatizou.

A presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Direita do Alto Teles Pires e secretária municipal de Meio Ambiente, Ivete Mallmann Franke, acrescenta que a qualidade da informação permitirá a realização de diagnóstico para o planejamento e gerenciamento dos recursos hídricos. “É pensar Sinop no futuro, aquilo que projetamos e desejamos, sabendo que os recursos hídricos são fundamentais para que o desenvolvimento aconteça”.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *