https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/10/José-Riva-Ednilson-Aguiar-O-Livre-696x464.jpg

ESTOUROU NA IMPRENSA

Riva nega delação e diz que vai identificar quem divulgou documento "apócrifo"

Edilson Aguiar

O ex-deputado Jose Riva (sem partido) emitiu nota pública nesta quarta-feira (9) negando a veracidade das informações que vêm sendo divulgadas como parte de uma proposta de delação premiada entregue ao Ministério Público (MPE). Segundo ele, as informações não foram subscritas pelo ex-parlamentar.

“Os referidos documentos jamais foram protocolizados junto ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso”, afirmou.

A manifestação ocorre após a divulgação de matérias oriundas de documento atribuído ao ex-parlamentar onde há informações detalhadas sobre mensalinhos pagos a ex-deputados e deputados durante 20 anos, de 1995 a 2015, período em que José Riva esteve alterando o poder na Assembleia Legislativa.

Também são descritos dados sobre compra de votos para eleições de Mesas Diretoras da Casa de Leis.

Contudo, o ex-político ressalta que até existe colaboração nas investigações, porém, até a presente data, nenhum acordo de delação premiada foi firmado.

Por fim, Riva garante que está adotando medidas jurídicas para identificar o responsável pelo vazamento dos documentos.

Veja a nota na íntegra:

“O ex-Deputado Estadual José Geraldo Riva, tendo em vista as matérias recentemente publicadas na mídia, envolvendo o seu nome em suposta Delação Premiada, celebrada com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, vem esclarecer que:

1) Os documentos apócrifos que têm circulado perante os meios de comunicação, intitulado como sendo “proposta de colaboração premiada” jamais foram subscritos pelo ex-Deputado;

2) Os referidos documentos jamais foram protocolizados junto ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso;

3) Tem colaborado já há algum tempo com as investigações promovidas pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, porém não firmou, até a presente data, nenhum acordo de delação premiada com o MP/MT;

3) Tem plena convicção que os sobreditos documentos não foram fornecidos pelo MP/MT, até porque o ex-Deputado, como já dito, jamais os assinou;

4) Está adotando as medidas jurídicas necessárias para identificar os autores e responsabilizá-los pela distribuição dos malsinados documentos.

Cuiabá/MT, 09 de outubro de 2019″

Ex-Deputado José Geraldo Riva

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 10 de outubro de 2019 às 11:14:32