https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/10/234354.jpg

OITIVA

CPI da Sonegação Fiscal ouve diretor de associação nesta 5ª

Reprodução

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga a suspeita de sonegação de impostos e renúncias fiscais indevidas em Mato Grosso vai colher o depoimento do diretor de Planejamento Estratégico da Plural, Hélvio Rebeschini.

O depoimento está programado para as 14h desta quinta feira (24) na sala 202 – Sarita Baracat localizada no Palácio Dante Martins de Oliveira – prédio da Assembleia Legislativa.

A Plural é a Associação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência.

Trata-se de uma associação civil que reúne pessoas e empresas que atuam no refino de petróleo, armazenamento, distribuição e transporte de combustíveis e biocombustíveis.

A proposta da CPI é ouvir um especialista do setor a respeito da complexidade da carga tributária e quais medidas podem ser consideradas viáveis para inibir a sonegação de impostos no setor de combustíveis.

A CPI ainda planeja ouvir este ano os secretários de Estado Rogério Gallo (Fazenda) e Cesar Miranda Lima (Desenvolvimento Econômico).

Também já foi solicitado aos tribunais superiores o compartilhamento de termos de colaboração premiada que apontam indícios de sonegação de impostos em Mato Grosso.

A CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal é presidida pelo deputado estadual Wilson Santos (PSDB) e conta ainda com a participação dos deputados Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), Janaina Riva (MDB), Carlos Avalone (PSDB) e Valmir Moretto (Republicanos).

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 24 de outubro de 2019 às 08:44:48