Empresário acusado de matar professora vai a júri popular

A juíza Ana Helena Alves Porcel, da Comarca de Nova Mutum (269 km de Cuiabá), determinou que o empresário Alessandro Lautclenguer, de 31 anos, acusado de matar a ex-namorada, a professora Rosângela da Silva, de 32 anos, deve ser submetido a júri popular.

O júri deverá ser avaliado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Alessandro foi preso no dia 31 de janeiro, em Foz do Iguaçu (PR).  A polícia suspeita que ele pretendia fugir para o Paraguai.

O caso

Rosângela foi vista pela última vez no dia 25 de janeiro e estava na companhia do ex-namorado.

Uma amiga disse à polícia que ele teria buscado a vítima e que os dois teriam discutido.

Segundo a amiga, a professora já havia denunciado o ex por ameaça.

O corpo dela foi encontrado em uma região de mata na MT-249 entre os municípios de Nova Mutum e São José do Rio Claro, 13 dias após ter desaparecido.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *