https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/WhatsApp-Image-2019-08-15-at-10.13.17.jpeg

ABRIL DE 2020

Juíza alega suspeição e julgamento de acusado de atropelar e matar irmãos é adiado

Arquivo Pessoal

A Justiça de Mato Grosso adiou mais uma vez o julgamento de Celzair Ferreira de Santana, que deveria ser realizado nesta terça-feira (29).

Essa é a segunda vez que o julgamento é adiado. A primeira foi no dia 16 de agosto deste ano, quando o acusado apresentou um atestado médico.

Desta vez, juíza a responsável por presidir o caso, Monica Catarina Perri Siqueira, declarou suspeição para continuar o julgamento, visto que o advogado do réu, Enzo Ricci Filho, é seu parente e amigo íntimo.

O caso então foi designado ao juiz Flávio Miraglia Fernandes, que passa a conduzir o julgamento.

Mas, devido ao congestionamento de pautas da Vara, o caso será julgado apenas no dia 02 de abril de 2020, às 09h.

O caso

Celzair Ferreira de Santana é acusado de atropelar e provocar a morte de Diego Guimarães Bittencourt, e Katherine Louise Bittencourt, à época, com 14 e 19 anos, respectivamente, em Poconé (104 km de Cuiabá).

O crime aconteceu em 2007.

O motorista, além de dirigir em alta velocidade, estaria embriagado.

Após a colisão, a caminhonete, que atingiu as vítimas, só teria parado quando colidiu com um poste de iluminação pública.

O acidente causou grande comoção social na cidade.

Há mais de uma década, familiares vivem a angústia de até os dias de hoje verem o caso impune.

Os dois irmãos, que se estivessem vivos, estariam com 26 e 31 anos,  foram atropelados, em frente a casa em que moravam, em Poconé.

Os adolescentes tinham saído para almoçar com o pai e voltavam para casa quando foram atropelados.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 29 de outubro de 2019 às 14:06:17
  • 28 de outubro de 2019 às 21:35:27