https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Reajuste-da-tarifa-TCE-mantém-passagem-de-ônibus-em-Cuiabá-e1565524914723.jpg

LICITAÇÃO FAKE

Vereador denuncia fraude na Licitação do transporte coletivo de Cuiabá

Reprodução

Baseado em informações da Junta Comercial de Mato Grosso, o vereador Diego Guimarães (Progressistas) afirmou ao Mato Grosso Mais, nesta semana, que as empresas que estão habilitadas a concorrer a Licitação do transporte coletivo de Cuiabá, são as mesmas que já operam na cidade.

“Acontece que os empresários que são proprietários, por exemplo, da Pantanal Transporte e da Expresso Norte Sul, que até pouco tempo atuavam em Cuiabá, empresas essas que têm dívidas com o município, que têm problemas na prestação de serviços e operam com ônibus de péssima qualidade, apenas montaram outras empresas, com outros CNPJ’s sendo dos mesmos proprietários, e estão concorrendo ao certame”, revela.

De acordo com o site Diário do Transporte, as cinco empresas participantes pertencem diretamente ou tem ligações com grupos que já atuam no sistema, sendo elas:

Integração Transporte LTDA – Já opera;

Caribus Transportes e Serviços LTDA – controlada por Pedro Constantino, substituindo a NS, que já opera;

Rápido Cuiabá Transporte Urbano LTDA – Ricardo Caixeta, que já opera. De acordo com a Junta Comercial do Estado, a Pantanal é sócia desta nova empresa;

Viação Paraense LTDA – formada por sócios de atuais operadores

Pantanal Transporte Rodoviário;

Serviço de Locação Eireli, de Ricardo Caixeta, que já opera.

Diego ainda disse está apurando esse processo e que fará o pedido para que a Prefeitura não autorize que essas empresas continuem atuando em Cuiabá.

“Porque é muito simples né, se uma empresa está com problema ele cria outra, abre outro CNPJ, vida nova e ônibus velho, isso não pode. O que nós queremos é empresa nova, com ônibus novo e prestação de serviço de qualidade”, comentou.

Guimarães explica que as informações serão encaminhadas a comissão de administração, ao Ministério Público e Tribunal de Contas de Mato Grosso para que sejam tomadas as devidas providências.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 1 de novembro de 2019 às 18:48:48