https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/11/WhatsApp-Image-2019-11-04-at-17.04.38.jpeg

BRIGA DE PATERNIDADE

"Todos sabem da verdade", diz Mendes sobre Emanuel ser "pai" do HMC

Matheus Mendes/Mato Grosso Mais

O governador Mauro Mendes (DEM) rebateu fala do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) que afirmou ser o “pai” do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

Em entrevista à imprensa, no fim da tarde desta segunda-feira (04), Mendes questionou os jornalistas: “vocês acreditam nisso?”.

O chefe do executivo estadual disse que não está preocupado com a paternidade da obra e, sim, que esteja funcionando a serviço da população.

Afirmou ainda que todos conhecem a verdade, fazendo referência o início das obras ainda na sua gestão, enquanto prefeito de Cuiabá.

“Eu tô preocupado é com o resultado que essa obra vai trazer para sociedade. Se ele tá preocupado em ser pai, não tem problema. Ele pode ser pai, pode ser mãe, poder ser o que ele quiser, o importante é que a obra está lá. Mas todos vocês sabem da verdade, sabem que nós é que arrumamos a área, que fizemos projeto, licitação e demos a ordem de serviço”.

Mendes também fez questão de lembrar que a obra começou já no fim de seu mandato no Palácio Alencastro e que é natural o sucessor concluir e querer fazer a inauguração.

“O difícil na administração pública é você fazer projeto, licitar, arrumar os recursos. Depois que é feito tudo isso e assina contrato, a eficiência é da empreiteira, os recursos já estavam lá consignados. Grande parte dos recursos da prefeitura já estavam pagos e um convênio com o governo do Estado que foi horando pelo Pedro Taques. É muito inócuo ficar disputando paternidade, a população quer é serviço, não precisa ficar garganteando”, afirmou.

Na manhã desta segunda-feira (04), também em entrevista para jornalistas, Emanuel Pinheiro se intitulou “pai” do HMC e afirmou que se não fosse por sua gestão, a obra se tornaria um novo VLT.

“Se não é a gestão Emanuel Pinheiro, o HMC seria um novo VLT. Ia ficar uma obra licitada, marcada e abandonada, escolhi o caminho mais difícil, poucos gestores têm coragem de enfrentar. Porque sei a importância de avançar, e me comprometi de fazer um hospital de qualidade particular”, disse o chefe do executivo municipal.

O novo HMC contará com 315 leitos e deve atender, em média, 35 mil pessoas por mês. A entrega da última etapa da unidade saúde está prevista para o dia 18 de novembro.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 5 de novembro de 2019 às 08:49:36
  • 5 de novembro de 2019 às 08:47:57