https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/09/LIDIANE.png

ACIDENTE EM ROO

Justiça concede quebra do sigilo telefônico de mulher de Adilton Sachetti

Reprodução

A Justiça deferiu o pedido da Polícia Civil para ter acesso aos dados do celular da blogueira, Lidiane Campos, mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRTB).

Ela suspeita da morte do menino Daniel Augusto Silva, 3, durante um acidente trânsito, no dia 11 de agosto em Rondonópolis (218 km de Cuiabá).

Com a quebra de sigilo telefônico, o celular da blogueira foi encaminhado para análise da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec).

A delegada responsável pelo caso, Ludmila Vendramel, pediu celeridade e aguarda o resultado para a conclusão do inquérito.

Conforme noticiado pelo Mato Grosso Mais, no início do mês passado, um laudo da perícia técnica concluiu que o acidente foi ocasionado pelo fato da blogueira não ter respeitado a sinalização, invadindo a preferencial com sua caminhonete Hilux e atingindo a motocicleta onde estava a criança, o pai dela e madrasta.

O acidente 

A mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti, Lidiane Campos, de 38 anos, atropelou e matou na noite de domingo, 11 de agosto, 0 garoto Daniel Augusto, em Rondonópolis.

Daniel estava junto com o pai, Marcos, e a madrasta Dayane, em uma moto quando foram atingidos pela Hilux, no cruzamento entre as Avenidas 15 de Novembro e Tiradentes.

Lidiane então teria fugido do local sem prestar socorro às vítimas. Após a batida, a motorista deixou o carro atrás de um supermercado, próximo do local do acidente.

O advogado da família diz que ela deixou o local com receio de ser linchada, mas que teve intenção de prestar socorro aos feridos.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 8 de novembro de 2019 às 09:00:05
  • 8 de novembro de 2019 às 08:59:14