https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/11/Paralimpiadas_cdr.jpg

PARALIMPÍADAS

Estudantes de MT conquistam 13 medalhas de ouro, 4 de prata e 3 de bronze

Ahmad Jarrah - Secel/MT

Com 13 medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze, Mato Grosso encerrou sua participação nas Paralimpíadas Escolares 2019. A delegação do Estado contou com 17 atletas de cinco modalidades das 12 em disputa na fase nacional da competição escolar, que aconteceu de 19 a 22 de novembro, no Centro de Treinamento Paralímpico, na cidade de São Paulo.

A modalidade com mais conquistas foi a de atletismo, com ouro nas provas de lançamento de dardo, salto em distância, arremesso de peso, lançamento de disco, lançamento de pelota e corridas de 60, 75 e 100 metros. Os representantes mato-grossenses também alcançaram o pódio no tênis de mesa individual e de dupla, natação e tênis em cadeira de rodas.

“Primeira vez participando aqui e estou achando tudo muito bom, a gente é bem tratado, não tem nem como falar. Estou levando medalhas de ouro e estou muito feliz por representar Mato Grosso e Paranatinga”, comemora João Antonio Angelim, de 12 anos, um dos destaques mato-grossenses, com três medalhas de ouro.

Cada modalidade esportiva em disputa é dividida por naipe (masculino e feminino), por faixa etária (12 a 14 anos e 15 a 17 anos) e de acordo com o tipo de deficiência. De Mato Grosso, participaram alunos-atletas com deficiência física, visual e intelectual, além de paralisia cerebral.

Para Edson e Lúcia Amaral, que acompanharam a competição em São Paulo, a prática esportiva ajudou na reabilitação e sociabilização do filho medalhista Marcos Vinicius.

“A gente vê que o Marcos melhorou muito nessa questão de enfrentar os problemas diários, o esporte ajudou muito, ele consegue dominar melhor as situações, de perder, de ganhar, de lidar com o emocional. Infelizmente nem sempre a inclusão é respeitada, muita gente não entende que eles não precisam de pena mas sim de respeito”.

Os estudantes que representaram o Estado são de escolas regulares e de instituições para deficientes dos municípios de Alta Floresta, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso e Paranatinga. A mobilização, organização e viagem para São Paulo dos atletas, técnicos e dirigentes foram providenciadas pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

“Ficamos muito satisfeitos por a Secel ter conseguido servir e apoiar os estudantes com deficiência nas paralimpíadas. São atletas que, mesmo com todas as dificuldades que possuem, treinam intensamente para nos representar da melhor forma. Mato Grosso conquistou inúmeras medalhas, inclusive 13 de ouro, com apenas 17 atletas. Ficamos muito felizes e esperamos ampliar cada vez mais o número de atletas nessas competições nacionais”, comenta o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

As Paralimpíadas Escolares são consideradas o maior evento do mundo para atletas com deficiência em idade escolar e nessa 13ª edição reuniu 1.220 competidores de todo o país. O evento é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.

Foram disputadas 12 modalidades voltadas a estudantes com deficiências físico-motoras, visuais e intelectuais. Nessa última categoria houve uma novidade, com a inclusão da subdivisão para jovens com Síndrome de Down no atletismo e na natação.

Talentos do paradesporto brasileiro já passaram pela competição escolar, como os velocistas Alan Fonteles, ouro em Londres 2012, Verônica Hipólito, prata no Rio 2016, e Petrúcio Ferreira, recordista mundial nos 100m (classe T47); o nadador Talisson Glock, prata no Rio 2016; o jogador de goalball Leomon Moreno, prata no Jogos de Londres e bronze no Rio 2016; a mesatenista Bruna Alexandre, bronze no Rio 2016, entre outros.

Confira abaixo os medalhistas mato-grossenses

Ouro

Atletismo: Eduardo Furtado da Cruz (dardo), Thalisson Enrik de Oliveira (60 m e salto em distância), Henrique Dhoy Ferreira (100 m e salto em distância), Amanda da Silva Lima (75 m, peso, disco), João Antônio Angelim (60 m, peso e pelota), Kauã Francisco (disco)

Tênis em cadeira de rodas: Eduardo Victor

Prata

Atletismo: Kauã Francisco (disco)

Tênis de mesa: Leonardo Mattiazzo e Marcos Vinícius Amaral

Natação: Kayenne Karoline Pereira (25 m)

Bronze

Atletismo: Eduardo Furtado da Cruz (100m), Ana Beatriz (peso)

Tênis de mesa dupla: Leonardo Mattiazzo

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *