Presidente do STIU é o 1º a prestar depoimento à CPI da Energisa

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), realizará a primeira oitiva nesta terça-feira (26), como presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado de Mato Grosso (STIU-MT), Dillon Caporossi.

O depoimento está previsto para as 14 horas, na sala 212 do Parlamento Estadual.

A CPI tem o objetivo de apurar irregulares da companhia sobre a onda de aumento abusivo nas contas de luz dos consumidores, o enxugamento no quadro de funcionários e a baixa qualidade do serviço prestado.

De acordo com o o presidente da CPI, deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), o aumento expressivo nas últimas faturas, que segundo ele, em alguns casos, os valores até triplicaram, é um dos motivos que resultaram na abertura da CPI.

Além disso, existem fatores como a baixa qualidade da prestação do serviço e a redução no quadro de funcionários também entram na lista.

“Tudo isso gera um mau serviço prestado. Acredito eu que ela [Energisa] na tentativa de fazer uma economia, reduz o quadro de servidores, mas aí acaba afetando a população que precisa desses serviços”, esclareceu.

O Procon também será convocado para prestar esclarecimentos sobre os processos de reclamações registrados no órgão contra a concessionária.

A Energisa continua ocupando a primeira colocação no ranking de reclamações do Procon.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *