https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/12/WhatsApp-Image-2019-06-18-at-11.32.39-785x466.jpeg

PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

Prefeito acusa uso da máquina pública e pede investigação da Assembleia Legislativa de MT

Abdalla Zarour

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), protocolou na presidência da Assembleia Legislativa (ALMT), na manhã desta segunda-feira (2), documentos que foram encaminhados ao presidente e vice-presidente da Casa de Leis, deputados Eduardo Botelho (DEM) e Janaina Riva (MDB), respectivamente, denúncia de suposto uso da máquina pública estatal, via Delegacia Fazendária (Defaz), para prejudicá-lo politicamente.

De acordo com uma das assessorias dos parlamentares, o caso deve ser levado ao Colégio de Líderes da ALMT, nesta terça-feira (3).

O caso em que Emanuel acusa o suposto uso da Defaz envolve a denúncia de uma servidora da Saúde que acusa o prefeito de tentar comprar vereadores para cassar o mandato de Abílio Jr.

Segundo o site Midianews, o prefeito teria conhecimento de que delegados da Defaz já estariam orientados a agir com rigor contra o chefe do executivo municipal.

Porém, os mesmos policiais não teriam aberto nenhuma investigação, que teria como alvo um jantar na casa do vereador Juca do Guaraná, ocorrido no dia 21 passado.

Emanuel pediu aos deputados que o caso seja apurado e que estaria à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.

Em nota encaminhada ao Midianews, o diretor-geral da Policia Judiciária Civil, Mário Dermeval Aravechia de Resende, disse que divulgará uma nota oficial à imprensa.

Ele adiantou que desconhece o assunto, pois estava em viagem na semana passada. (Com Midianews).

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 3 de dezembro de 2019 às 07:20:48
  • 2 de dezembro de 2019 às 17:45:06