https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/12/Dorval-e-Beto-Torremocha.jpg

NOVA DIRETORIA

Empresário assume a presidência do Sindilam até 2022

Da Assessoria

O empresário de Aripuanã, Dorval Prates Silveira, assumiu a presidência do Sindicato das Indústrias de Laminados e Compensados do Estado de Mato Grosso (Sindilam) no último dia 29, em substituição a Beto Torremocha, que agora passa à condição de vice-presidente da entidade. Sua principal missão à frente da entidade será a adequação de imagem do setor de base florestal à realidade, além do fortalecimento do associativismo na região.

“Queremos aumentar o número de sindicalizados e integrar o setor de base florestal com as sociedades de Aripuanã e de cidades vizinhas que compõem a área de abrangência do Sindicato.  Em 2013, quando ganhamos autonomia, começamos com 32 associados aproximadamente; hoje já temos mais de 60. E pretendemos ampliar ainda mais nossa participação na pauta econômica regional, contribuindo com a geração de emprego e distribuição de renda”, sinalizou o novo presidente.

Dorval lembra quando a oportunidade de mudança de vida bateu em sua porta. Foi nos idos de 1992 que ele começou a trabalhar como funcionário de uma indústria madeireira, em Juína, a cerca de 740 km de Cuiabá. Em 2004 veio a guinada. Decidiu empreender e montar sua própria fábrica na vizinha Aripuanã, distante 950 km da Capital. De empregado a empregador, aos 48 anos, dos quais 27 dedicados à atividade, Dorval considera como uma das principais missões a encarar pela frente, a desmistificação do setor.

O caminho para a mudança de percepção vem sendo trilhado em consonância com as ações do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem), entidade da qual do Sindilam faz parte. “Sabemos da competência, do profissionalismo e do comprometimento que o Dorval possui. Temos certeza de que irá desempenhar um bom trabalho à frente do Sindilam durante esses anos”, avaliou o presidente do Cipem, Rafael Mason.

O vice-presidente do Sindicato, Beto Torremocha, que ficou à frente da entidade por dois mandatos consecutivos, também pondera este mesmo desafio do setor de base florestal. Embora represente a terceira posição na pauta econômica de Mato Grosso, o setor ainda convive com percepção equivocada de uma relação que não condiz com a realidade.

“É preciso fazer-nos entender, explicar à sociedade o que e de que forma fazemos. É claro que a madeira é o nosso negócio. Mas manter a floresta viva também é a nossa missão. Afinal, precisamos dela de pé para sustentar nossa atividade. E é isso o que o manejo florestal sustentável nos proporciona, o equilíbrio na relação entre produção e conservação ambiental”, pontuou Beto.

A secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, participou dessa agenda positiva, reafirmando o compromisso da Sema com a produção sustentável. “É muito importante que as indústrias da base florestal estejam conscientizadas para desempenhar seu papel de forma consciente, respeitando o meio ambiente. Só assim alcançaremos o objetivo de manter crescente a atividade florestal, gerando emprego e renda, cumprindo seu papel com a economia e com a sociedade em geral”, concluiu.

Veja os nomes que compõem a nova diretoria do Sindilam 2019/2022

Diretoria

Dorval Prates Silveira – Presidente

Carlos Roberto Torremocha – Vice-presidente

Rafael José Mason – 2º Vice-presidente

Júlio César Rodrigues – Diretor Financeiro

Siderlei Luiz Mason – Diretor Administrativo

Conselho Fiscal

Efetivos

Egon Luiz Gauer

Aguinaldo Tomacheski Artuzo

Richard Nicholas Rodrigues Schneider

Suplentes

José Rodrigues Braga Filho

Gilberto José Alba

Apolônio Sandro Gomes

Representantes junto ao Conselho de Representantes da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt)

Efetivos

Dorval Prates Silveira

Carlos Roberto Torremocha

Suplentes

Rafael José Mason

Siderlei José Mason

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *