https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/04/br_163_proximorondonopolis_3.jpg

EM MT

Panes veiculares deixam mais de 36 mil motoristas parados na BR-163

Rota do Oeste

Na BR-163 ocorrem, em média, cinco casos de atendimentos por panes em veículos, a cada hora, no período de 1° de janeiro a 30 de novembro de 2019.

As panes podem acontecer por motivos mecânicos; elétricos; falta de combustível; ou por superaquecimento.

A análise feita pela Rota do Oeste mostra que foram 36.001 ocorrências desta natureza e, deste total, 77,93% foram ocasionadas por problemas mecânicos.

Por dia, 108 veículos precisaram de atendimento por causa de uma pane de algum tipo.

Apesar disso, em 2019 a Concessionária registrou queda no número desses casos. Em 2018 foram de 36.871, representando uma diminuição de 2,35% de um ano para o outro.

Segundo o gerente de operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, “o principal motivo das ocorrências é a falta de manutenção e/ou revisão dos veículos antes que eles sigam pelas rodovias. Ter este cuidado, além de garantir que a viajem não tenha atraso, evita com que, tanto os passageiros quanto as outras pessoas que trafegam nas vias, se envolvam em acidentes”, explica Ferreira.

Os problemas mecânicos são as panes mais frequentes nos 850,9km do trecho sob concessão.

De setembro de 2014 até novembro de 2019, elas ocuparam 66% dos casos, seguidos pelas panes secas, com 10% das ocorrências, elétricas com 7% e as de superaquecimento, ocupando 4% dos registros na rodovia durante este período.

De janeiro a novembro deste ano as equipes da Concessionária atenderam 28.057 motoristas em que os veículos apresentaram alguma falha mecânica.

Os registros também apontam 3.769 casos de panes secas, 2.635 de panes elétricas e outros 1.540 motoristas pararam na BR-163 com problemas de superaquecimento do motor.

O Código Brasileiro de Trânsito (CTB) não considera a pane mecânica uma infração, quando o motorista não tinha como prevenir que ela acontecesse.

Mas é importante ressaltar que a revisão antes do veículo ir para a rodovia pode mitigar transtornos.

Se precisar, chame a Rota

Os usuários podem contar com os serviços de remoção da Rota do Oeste, acionando o 0800 065 0163.

A concessionária dispõe de 18 guinchos leves para remoção de veículos e oito guinchos pesados para remoção de caminhões e veículos pesados.

É importante lembrar que o serviço de atendimento fica disponibilizado por 24 horas, 7 dias por semana, e é custeado pelo valor arrecadado pelo pedágio.

Depois que o automóvel é retirado pela Concessionária e encaminhado para o ponto de apoio, é responsabilidade do motorista dar seguimento nos procedimentos de reparos cabíveis.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 18 de dezembro de 2019 às 16:26:30