https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/12/Idoso-5.jpg

CUIDADOS

Queda é a principal causa de acidente entre idosos

Divulgação

Segundo o Ministério da Saúde, a queda é um evento muito comum e devastador em idosos. Embora não seja uma consequência inevitável do envelhecimento, pode sinalizar o início de fragilidade ou indicar alguma doença. Estima-se que há uma queda para um em cada três indivíduos com mais de 65 anos e, que um em vinte daqueles que sofreram uma queda sofram uma fratura ou necessitem de internação. Dentre os mais idosos, com 80 anos e mais, 40% caem a cada ano. Dos que moram em asilos e casas de repouso, a frequência de quedas é de 50%.

Com base nessas informações e com inspiração no protagonismo do Papai Noel durante o mês de dezembro, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) criou a campanha de prevenção de quedas dos idosos tendo como garoto propaganda o bom velhinho. “Nosso principal objetivo é o de orientar e alertar a população sobre os riscos de quedas e as consequências para as pessoas idosas. Sabemos que com alguns cuidados em casa é possível prevenir e reduzir consideravelmente o número de quedas em idosos”, explica Sandro Reginaldo, presidente da Comissão de Campanhas Públicas da SBOT.

Conforme o presidente da SBOT, regional MT, Renam Bumlai, o processo de envelhecimento é um importante fator de risco como possível causador de quedas. “Com a idade, todo aparelho locomotor é atingido, além de déficit visual e auditivo, alteração da marcha, equilíbrio, déficit cognitivo. O uso de medicamentos e as doenças degenerativas das articulações também precisam ser consideradas como possíveis causadores de quedas em pacientes idosos”, explana.

Além dos problemas médicos, as quedas representam custo social, econômico e psicológico enorme para as pessoas idosas e as famílias. Com alguns cuidados, é possível evitar as quedas, proporcionando mais qualidade de vida seguindo cuidados simples.

Ainda segundo o ortopedista, adotar atitudes como evitar tapetes soltos, utilizar corrimões nas escadas e corredores, usar sapatos fechados e com solados de borracha, colocar tapetes antiderrapantes nos banheiros, evitar andar em áreas com piso úmido, evitar móveis e objetos espalhados pela casa, deixar uma luz acesa à noite, esperar que o ônibus pare completamente para subir ou descer, colocar o telefone em local acessível, se necessário e utilizar bengalas, muletas ou instrumentos de apoio, podem evitar acidentes com os idosos.

Tendo como objetivo estabelecer um programa de prevenção de quedas, em especial à população idosa, a SBOT-MT, juntamente com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-MT), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-MT) e Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG-MT), realizou o 1º Fórum do Idoso, em novembro de 2018, em Cuiabá. Durante o evento, foi lançada a cartilha Casa Segura para orientar sobre acidentes e demais cuidados com idosos em ambiente domiciliar. O material possui textos e ilustrações em linguagem acessível, descomplicada e pode ser baixado no link: https://bit.ly/34pumBa.

Para 2020 a SBOT planeja a realização da 2ª edição do Fórum do Idoso, dando continuidade ao projeto e às parcerias.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *