https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/11/c39e3884-59de-4f00-982d-fbc95995c28d.jpg

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Emanuel levanta o nome de Pedro Taques para o senado e diz que ele o procurou

Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (17), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), levantou o nome do ex-governador Pedro Taques (PSDB) para pleitear a cadeira do senado, que vai ser deixada por Selma Arruda (PODEMOS) após cassação.

“Eu até defendi que deveria ser colocado o nome do ex-governado Pedro Taques, apesar que o Nilson Leitão é o nome do PSDB, mas eu acho que, temos que avaliar, a partir do momento que estão todos sentando na mesa, acho que todos devem ser ouvidos”, disse o prefeito.

Ainda segundo o prefeito, Taques teria ido atrás ele para ver como vai ficar esse desdobramento partidário. “Ele me procurou, entendeu, e nós vamos conversar, se der tempo hoje (17), se não só quando eu voltar”.

Com uma pesquisa quantitativa e qualitativa, que está sendo elaborado por um movimento suprapartidário, dos principais nomes da baixada cuiabana, que visa entender o que a população deseja para a eleição suplementar ao Senado, Emanuel explica.

Para ele esse levantamento, é para manter a paz social, a paz política e a união do Estado de Mato Grosso. Ele ainda denomina quem já esta se articulando para entrar nessa briga suplementar.

“Eu vou ainda conversar com Carlos Bezerra (MDB), Jaime, Júlio e Lucimar Campos, devem conversar com o DEM, Emanuelzinho (PTB) está conversando com o ex-prefeito de Cuiabá, Chico Galindo (PTB), o Neri Geller (PP) veio, e pelo visto tem conversado com o Blairo Maggi, também do (PP), tem também o Max Russi que veio, o Nilson Leitão já ligou que quer participar também”, explanou o emedebista.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 20 de janeiro de 2020 às 09:00:57
  • 17 de janeiro de 2020 às 14:36:44