https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/13839829-kqcG-U201025645761WyG-1024x684@AGRO-Web-1.jpg

ALTAS DE 5%

China volta a comprar soja dos EUA registrando aumento

reprodução

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na sexta-feira (17.01) altas de 5,75 pontos no contrato de Março/20, fechando em US$ 9,2975 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 5,25 e 5,75 pontos.

Os principais contratos futuros fecharam a semana com ganhos no mercado norte-americano da soja, com vendas para a China trazendo de volta o otimismo. “Isso amenizou o clima de incerteza que pairava no mercado até o dia anterior. Para as próximas sessões a atenção do mercado continuará focada na possível ativação de novas vendas de soja americana para o mercado chinês”, apontam os analistas da T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a ARC Mercosul, o encerramento da semana trouxe uma reversão das perdas recentes nos preços futuros da bolsa: “O mercado de milho liderou os ganhos, com um movimento disparado por rumores de que a China estaria comprando milho disponível estadunidense para embarque no curto-prazo. Esta demanda teria sido parte dos pacotes de compras prometidos pelos chineses na Fase 1 do Acordo Comercial”.

A ARC alerta que é bem incomum com que chineses importem milho, uma vez que a safra do cereal no país asiático é robusta e incentivada pelo próprio Governo. “Entretanto, é possível que a China adicione compromissos de 3-4 MTs do milho estadunidense nas próximas semanas. No quesito soja, ainda nada foi decretado. Vemos a possibilidade de que o Governo chinês adicione pacotes temporários de importação do grão estadunidense sob a isenção tarifária, porém em volumes semelhantes ao de 2019”, concluem os analistas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 20 de janeiro de 2020 às 12:56:17
  • 20 de janeiro de 2020 às 12:55:07