https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/sergio-noronha.jpg

NO RJ

Jornalista Sérgio Noronha morre aos 87 anos

O jornalista Sérgio Noronha morreu nesta sexta-feira (24) no Rio, aos 87 anos. Comentarista com passagem pela TV Globo e pela Rádio Globo, entre outros veículos, ele sofria de Mal de Alzheimer e estava internado há 10 dias no Hospital Rio Laranjeiras, na Zona Sul, onde sofreu uma parada cardíaca.

A informação foi confirmada pelo amigo Arnaldo Cezar Coelho ao Globoesporte.com.

“Perdi um amigo. Conheci Seu Nonô quando ele jogava futebol na Urca na década de 60. Ele era o cara que sentava no paredão e ficava me pressionando quando era juiz. Ali conheci ele. Depois ele foi para o Jornal do Brasil, Rádio Globo… A vida toda foi meu companheiro, um parceiro de vida toda de frequentar a minha casa”, disse Arnaldo.

Noronha teve uma pneumonia no Retiro dos Artistas, onde vivia, e ficou internado sete dias no CTI do hospital.

Na quinta-feira (23), ele foi transferido para o quarto, mas passou mal e teve uma parada cardíaca.

O Hospital Rio Laranjeiras informou, por volta das 18h, que o Retiro dos Artistas foi avisado sobre a morte.

Às 18h05, o Retiro dos Artistas informou que tinha sido avisado e que um representante da instituição estava a caminho do hospital.

Galvão Bueno e Sérgio Noronha (D) no Pan de 2007 — Foto: Reprodução/ Memória Globo

Galvão Bueno e Sérgio Noronha (D) no Pan de 2007 — Foto: Reprodução/ Memória Globo

A trajetória profissional

Para muitos nas redações por onde passou, Sérgio Noronha era conhecido como Seu Nonô.

No rádio, em revista ou na televisão, o jornalista é uma das vozes mais respeitadas do mundo esportivo.

Sérgio Noronha teve passagens pela revista O Cruzeiro, Jornal do Brasil, Diário Carioca, Correio da Manhã – onde participou da reforma gráfica orientada por Jânio de Freitas – e Última Hora; e nas revistas Senhor e TV Guia.

Em 1975, Noronha, passou a integrar a equipe de Esportes da Globo e a assinar uma coluna no Jornal O Globo. Em 1976, foi para a TV Educativa.

Em 1982, apesar de ainda trabalhar na TV Educativa, o jornalista participou da cobertura da Globo da Copa do Mundo da Espanha.

Após a Copa do Mundo, o jornalista passou a ser comentarista esportivo da Rádio Globo.

Teve, ainda, passagens pela Rádio Tupi, pelo canal SporTV e pela TV Bandeirantes.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 25 de janeiro de 2020 às 17:43:12