https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/Sem-título1.png

Vacina que Volta ALMT

AGORA VAI?

Governo de MT volta atrás e foca para conclusão do Cot do Pari

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec (PDT), confirmou que a partir de agora o foco do governo Estadual deve ser o Cot do Pari, em Várzea Grande.

A fala foi feita em entrevista ao programa Tribuna da Vila Real FM, na manhã desta quarta-feira (29).

Allan ressalta que, inicialmente, Mendes não queria mexer na obra, pois ela não teria viabilidade e utilidade. Porém, com a entrega do Cot da UFMT a situação mudou.

”O governador nos deu uma determinação no passado para não mexermos, mas depois de entregar o Cot da UFMT, voltaremos a olhar para o Cot do Pari. Lá está com um espaço bem comprometido, as arquibancadas assim como o solo, estão rachadas, terá que começar a obra do zero”, citou o secretário.

Kardec frisa que a obra dificilmente deverá receber verba do Governo Federal, já que a União havia oferecido recursos financeiros anteriormente.

Para ser concluída, a reconstrução do Pari deve ser através de uma parceria pública privada. E realça que deve conversar com a prefeitura de Várzea Grande para ver se há interesse na conclusão.

O Cot do Pari:

A obra está paralisada desde 2014, o ano em que deveria ser entregue, pois era parte do pacote de obras da Copa do Mundo realizada no Brasil.

De la pra cá, já foram 6 anos de abandono, e agora o espaço está totalmente desprezado, com fiações furtadas, cadeiras da arquibancada soltas e o chão com desnivelamento.

Veja Mais

Um comentário em “Governo de MT volta atrás e foca para conclusão do Cot do Pari”

  1. Pablo Piccone disse:

    Gente e por que nao se adopta algum criterio técnico. Para retomada de aulas….. exemplo. Municipios sem nenhum positivo nem ele nem nenhum municipio vizinho em 2 semanas, pode retomar aulas. No caso de aparecer casos nesse municipio ou no vizinho volta parar por pelo menos 2 semanas ate novamente ter 2 semanas sem casos.
    Por que se não adopta criterio técnico, nenhum municipio vai voltar por medo de dar errado e pagar custo político.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *