Vacina que Volta ALMT

TOTÓ PAES

Mendes “benze” corpo após fala de deputado sobre morte de governador

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB), quase da base do governo na Assembleia Legislativa, fez o governador Mauro Mendes (DEM) benzer o corpo, na manhã desta quinta-feira (30), após citar que Mendes é o segundo chefe do executivo estadual a ocupar o cargo vindo do setor industrial, o primeiro, Totó Paes, morreu após ser assassinado quando estava no poder, em 1906.

“Mas não foi por causa da carga tributária, governador, foi por uma confusão política, observou”.

A fala parlamentar provocou risos dos presentes, no salão Clóves Vetoratto, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, onde foi realizado um debate promovido pelo Estado sobre a lei que alterou o regime fiscal em Mato Grosso.

Ainda em seu depoimento, Wilson Santos teceu elogios ao governador Mauro Mendes (DEM) pela condução da administração, citando que já votou a favor do Governo em várias mensagens encaminhadas pelo Paiaguás.

O tucano, porém, pediu que Mauro Mendes fosse mais duro contra a sonegação de impostos no Estado.

Ele citou a CPI dos Incentivos Fiscais, que ocorre na ALMT, onde é presidente, para relevar que a máquina estatal deixa de arrecadar em torno de R$ 2 bilhões ao ano só com sonegação no setor de combustível e agronegócio.

O deputado sugeriu a criação de uma Câmara Temática envolvendo o Governo, empresários e ALMT para debater porque preços praticados a partir de janeiro em Mato Grosso tiveram aumento com a nova política do ICMS.

No encontro houve uma suspeita de boicote. A Federação do Comércio de Mato Grosso não compareceu para participar da audiência com o staff de Mauro Mendes (DEM).

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *