NO "PASSANDO A LIMPO"

Otaviano Pivetta admite convite de Álvaro Dias para se filiar ao Podemos

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

O vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) admitiu, em entrevista ao programa Passando a Limpo, da TV Cidade Verde, apresentado por Agnelo Corbelino, nesta quarta-feira (5), que recebeu do próprio senador Álvaro Dias convite para se filiar ao Podemos.

“Eu fui convidado, eu e meu irmão, que é prefeito de Nova Mutum (Adriano Pivetta), há seis meses atrás, para se filiar ao Podemos. No entanto, preferimos ficar onde estamos. Eu recebi o telefonema do próprio Álvaro, o Medeiros me convidou, convidou meu irmão. Pra fazer o que nós estamos fazendo não precisa mudar de partido”.

Pela época do convite da principal liderança do Podemos, Selma Arruda já estava em processo de cassação.

Em julho do ano passado, o TRE de Mato Grosso manteve a cassação dela, por unanimidade.

Com essa decisão, mantida depois pelo TSE, uma eleição suplementar seria a saída para deixar o Estado com três senadores no Senado Federal.

Pivetta já se colocou como candidato do PDT ao Senado da República, em eleição suplementar a ser realizada no dia 26 de abril.

Muito próximo do Podemos, onde a ex-juíza já declarou que o empresário do agronegócio é o seu candidato favorito, há rumores nos bastidores que Pivetta pode deixar o PDT, embora venha negando essa intenção.

Além do Podemos, Otaviano espera contar com o apoio do governador Mauro Mendes (DEM).

Um assunto que tem deixado membros do DEM, como o ex-governador Júlio Campos, preocupados.

Campos já teria, publicamente, alertado o chefe do executivo estadual a não se meter em apoio nessa eleição suplementar, onde ele, Mendes, poderia estar correndo risco de passar por constrangimento.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *