https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/07/Secretário-de-Estado-de-Saúde-Gilberto-Figueiredo.jpg

MEDO NO AR

Secretário de Saúde derruba suspeita de coronavírus que deixou população apreensiva

Ana Lazarini

Com uma mulher internada com suspeita de ter contraído o coronavírus, a população mato-grossense já ficou em alerta para um possível surto da doença. Mas a Secretaria Estadual de Saúde (Ses), já derrubou esse temor, afirmando que não há possibilidade deste vírus ter chegado a Mato Grosso.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, soltou um comunicado descartando a contaminação, e disse.

“Sequer é um caso suspeito, né? Nossa equipe já analisou no Hospital Regional e a paciente não apresenta nenhuma das três alternativas para se tornar isso um caso de investigação. Muito provavelmente é uma crise respiratória, a paciente nunca teve febre desde o dia que chegou ao Brasil, não teve contato com nenhum paciente que já tenha a confirmação no caso de infecção pelo coronavírus, não esteve na área de abrangência dessa contaminação”, disse o secretário.

A mulher, que não teve seu nome divulgado, teria sido internada na área de isolamento do Hospital Regional Irmã Elza Geovanela, em Rondonópolis (214 km de Cuiabá) com suspeitas de ter contraído o coronavírus. Ela disse que sentia calafrios e estaria tossindo.

Em nota, disparada na manhã desta sexta, o Governo do Estado, por meio da Ses, informou que o caso está sob investigação e não é considerado, até o presente momento, uma suspeita de Coronavírus.


Nota na íntegra

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) informa que o caso de um paciente internado em Rondonópolis ainda está sob investigação e não é considerado, até o presente momento, uma suspeita de Coronavírus.

O referido paciente é assistido e recebe todo o atendimento médico necessário que o caso requer, não representando qualquer risco à saúde pública.

Responsável por analisar as investigações, o Ministério da Saúde atualiza diariamente o número oficial de casos suspeitos de Coronavírus no Brasil.


Veja o comunicado 

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO