https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/43504068684_d15838ccdc_k-e1535487751295-785x466.jpg

DISPUTA NO NINHO TUCANO

Pedro Taques diz que autoriza PSDB colocar seu nome como candidato ao Senado

Assessoria

O ex-governador Pedro Taques (PSDB), em entrevista exclusiva ao Mato Grosso Mais, nesta quarta-feira (12), disse que vai colocar seu nome à disposição do PSDB para disputar a eleição suplementar ao Senado, prevista para 26 de abril.

Segundo Taques, se uma pesquisa interna, que está sendo feita pela sigla, mostrar o resultado que ele tem 25% de diferença com o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB), o ex-chefe do executivo estadual vai autorizar a legenda a usar seu nome para ir para o pleito.

O ex-governador também comentou que, caso o PSDB mantenha a intenção de colocar Leitão como candidato, o objetivo é pensar, em 2022, onde surge a oportunidade de uma disputa para o Senado ou Câmara Federal, ainda no PSDB, ou em outra legenda, em que já vem mantendo conversa.

Pedro Taques concorreu à reeleição, em 2018, mas ficou na terceira colocação.

Na noite desta terça-feira (11), o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) disse que Taques (PSDB) pode ser candidato ao Senado Federal.

A fala foi feita nesta terça-feira (11), durante o programa “Passando a Limpo”, da TV Cidade Verde, apresentado por Agnelo Corbelino.

“O ex-governador tem ouvido algumas pessoas, sentido o clima, e ele (Taques) admite essa possibilidade, apesar de não ter colocado essa intenção ainda para o partido”.

Já Nilson Leitão já deu declarações na imprensa, na semana passada, de que tem interesse em ser candidato ao Senado.

Leitão disputou a senatória, em 2018, mas acabou não conseguindo se eleger.

Resta saber se essa disputa interna não vai provocar racha no ninho tucano.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 12 de fevereiro de 2020 às 22:21:26