https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/02/ESSE.png

"CONVERSA FIADA"

Mauro volta a alfinetar Emanuel e desabafa sobre a Santa Casa de Cuiabá

Tchélo Figueiredo - SECOM/MT

O governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) desabafou, o que devia estar entalado, em sua garganta, há meses, na manhã desta terça-feira (18), sobre sua intervenção no Hospital Estadual Santa Casa em uma reunião com lideranças de movimentos comunitários.

O democrata ainda voltou a atacar o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), colocando entre linhas, uma negligência cometida pelo emedebista em conduzir a questão que envolvia a saúde da capital.

“A Santa Casa é um hospital de mais de 200 anos, fechou, era uma responsabilidade da Prefeitura de Cuiabá, que deixou fechar o hospital, que ficou dois meses fechado. Conversa fiada toda hora tinha, reunião em Brasília, reunião não sei na onde e nada do hospital reabrir”, alfinetou Mendes.

O chefe do executivo decretou a requisição administrativa dos bens e serviços da Sociedade Beneficente Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, no dia 02 de maio.

O Estado assumiu todo o controle do estabelecimento e de seus equipamentos de forma emergencial e temporária, com o objetivo de assegurar o atendimento de média e alta complexidade aos usuários do Sistema Único de Saúde.

“Eu dizia, gente é do prefeito, eu conheço essa realidade, isso é responsabilidade da Prefeitura de Cuiabá. Depois de dois meses eu não aguentei, chamei os meus secretários de saúde e em uma semana, nós tínhamos solução e fizemos a intervenção, e dois meses depois dessa intervenção, o hospital estava sendo reaberto”, desabafou o chefe do executivo estadual.

Santa Casa

Uma das ações mais importantes promovidas pelo Governo de Mato Grosso em 2019 foi a decisão de assumir a gestão da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, unidade de saúde que interrompeu os serviços prestados aos usuários do Sistema Único de Saúde após uma crise financeira.

O poder Executivo decretou, no dia 02 de maio de 2019, a requisição administrativa dos bens da unidade hospitalar.

O controle da Santa Casa ficou com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), que realizou um estudo da estrutura e constatou a necessidade de readequação no prédio.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 19 de fevereiro de 2020 às 11:38:57