Vacina que Volta ALMT

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Mendes demonstra "contrariedade" em nome de Júlio Campos para disputar Senado; vídeo

Após tecer vários elogios ao vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), pré-candidato ao Senado, na tarde desta segunda-feira (2), após assinatura de convênio com a Energisa, na sede do Governo do Estado, Mauro Mendes (DEM) foi questionado pela imprensa se ele, governador, poderia trabalhar a ida do DEM numa composição com Pivetta, ficando a legenda na suplência.

Mendes, pelo tom da resposta, demonstrou contrariedade ao comentar que o ex-governador Júlio Campos será o candidato da sigla. O chefe do executivo estadual deixou bem claro que a pré-candidatura de Campos ainda não foi bem digerida.

“…olha, o ex-governador, ex-senador, ex um monte de coisas aí, Júlio Campos, ele desejou ser candidato, é impossível para um partido, para alguém com uma história tão grande, que deseja ser candidato, dizer não, você não pode ser candidato. Ele quis ser candidato, ele pode ser candidato e ele será candidato, foi isso que eu disse e todos os democratas disseram…”.

O governador negou, mesmo tendo três aliados pré-candidatos, que pode haver um racha dentro do Governo.

O ex-governador Júlio Campos (DEM), em entrevista ao Mato Grosso Mais, negou que teria uma espécie de animosidade com o governador por causa do seu nome ter sido referendado pelo DEM nacional para ser pré-candidato ao Senado. Segundo Campos, ele pediu para que Mendes ficasse neutro na disputa.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *