https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/12/b0251d7360dda0847eddec0b1ec2057d.jpg

FALTA DE INFORMAÇÕES

Botelho dá apoio à CPI da Sonegação Fiscal e levará reclamações para Mendes e Gallo

Conexão Poder

O presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (DEM), se posicionou a favor da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Renúncia e Sonegação Fiscal, após reclamações do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), sobre obstruções dos trabalhos da Comissão, por parte da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

Botelho ainda confirmou que levará ao governador Mauro Mendes (DEM) e ao Secretário de Estado de Fazenda, Rogério Luiz Gallo, as reivindicações.

O presidente compareceu e durante a reunião da CPI, garantiu que a Mesa Diretora dará total apoio para os trabalhos dos deputados e para a equipe técnica da comissão.

“Já estou providenciando uma reunião com o governador, e depois com o secretário de Fazenda para discutir esse assunto, para que destrave e passe todas as informações para a CPI”, confirmou o democrata.

O presidente da CPI, Wilson Santos, fez duras críticas e disse que a Sefaz está atrapalhando os trabalhos da comissão.

“Sim, está havendo um desgaste, nós da CPI não estamos satisfeitos com o comportamento da Secretaria de Estado de Fazenda. A Secretaria não tem colaborado com os trabalhos da CPI. Desde outubro, nós temos pedido documentos e a Secretaria não tem sido parceira”, reclamou.

Para Comissão Parlamentar, é justamente na Sefaz onde vai aumentar a arrecadação, e com o apoio de Botelho que também diz que é o Estado de Mato Grosso quem ganha com o aumento de arrecadação e com os trabalhos desenvolvidos pela CPI.

“É interesse de Estado, então, não pode ser cerceada com a falta de apoio, então, nós vamos levar isso para o governador, ele tem grande esperança nessa CPI e tenho certeza que ele vai dar todo o apoio possível”, finalizou Botelho.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 6 de março de 2020 às 13:26:55
  • 6 de março de 2020 às 00:15:24