https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Ponto-de-Onibus.jpg

EM CUIABÁ

MPE exige que libere ônibus só para profissionais da saúde

Mato Grosso Mais

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso notificou neste sábado (21) o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), para que retifique o artigo 8º do decreto 7.849/20 que suspende o transporte coletivo na capital a partir de segunda-feira. A recomendação é para que o município assegure o transporte aos profissionais da saúde pública e privada em geral, de laboratórios, de clínicas de medicina diagnóstica, lares para idosos, serviços de limpeza urbana e segurança pública.

Na notificação, os promotores de Justiça Alexandre de Matos Guedes e Ezequiel Borges recomendam ao gestor municipal que busque junto às instituições públicas e privadas a relação com nomes, endereços e horários de trabalho de todos os profissionais que dependem do transporte público para acesso ao serviço, definindo as rotas e pontos de parada dos ônibus, que poderão inclusive ter aparência diferenciada, como aconteceu em na cidade de São Bernado do Campo.

O Ministério Público recebeu representação encaminhada pela direção do Hospital Universitário Júlio Muller relatando a preocupação com a suspensão de toda a frota do transporte público. “Seguramente a situação descrita não é exclusiva do HUJM, mas se expande a diversas outras unidades de saúde pública ou privada e para as demais atividades essenciais em funcionamento na capital”, destacaram os promotores de Justiça.

Na notificação, foi estabelecido o prazo de 24 horas para que o prefeito se manifeste se acolherá ou não a recomendação. No entanto, a tendência é que Emanuel Pinheiro aceite a sugestão.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 21 de março de 2020 às 22:35:55