https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/ImagemNoticiasTribunal-7-2.jpg

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Judiciário de MT não para com o isolamento social provocado pelo coronavírus

TJMT

Mesmo de portas fechadas, como forma de prevenir a proliferação do novo coronavírus (Covid-19), o Poder Judiciário de Mato Grosso não para. O expediente forense, através do teletrabalho, e também do home office, está sendo cumprido rigorosamente pelos magistrados e servidores do Tribunal de Justiça e de todas as 79 comarcas do Estado. A posição do Judiciário, comandado pelo desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, é garantir a todos os jurisdicionados, independente de onde estejam localizados, acesso à justiça neste período emergencial.
E para que a sociedade seja atendida, nesse tempo de isolamento social, a dedicação de todos os envolvidos tem sido redobrada, justamente porque esperança é a palavra de ordem que orienta a todos que compõem o Judiciário mato-grossense. “Tudo passa, e vamos vencer essa fase difícil com determinação, satisfação e perseverança. O teletrabalho, apesar de estarmos fisicamente longe uns dos outros, e em alguns momentos com algumas dificuldades, tem nos ensinado e garantido muitas certezas, sendo que uma delas é a de continuarmos entregando à população um serviço com eficiência e agilidade”, assinala o presidente do TJMT.
Para que o ritmo de resolução das demandas durante o Plantão Extraordinário seja dentro do planejado, e com sintonia entre todos os setores da administração, magistrados e servidores estão sendo orientados e conduzidos por comunicados e portarias publicadas pelo presidente do TJMT e pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Luiz Ferreira da Silva.
E, por determinação da Presidência e Corregedoria-Geral do TJMT, cada magistrado, na respectiva unidade judiciária, está publicando portarias regulamentado o atendimento do Plantão Extraordinário durante o expediente forense.
Todos os documentos (ofícios, nota de esclarecimento, resoluções e portarias, entre as quais as que regulamentam o teletrabalho, inicialmente, de 20 de março a 20 de abril deste ano) estão postados no banner – ‘Covid-19 Portarias do TJMT e Informações’, localizado no portal (tjmt.jus.br) do Judiciário mato-grossense. E AQUI advogados, delegados da Polícia Civil, promotores e procuradores de Justiça, defensores públicos e procuradores da União, do Estado e dos municípios têm acesso às informações e aos endereços eletrônicos de todas as unidades judiciais.
“A preocupação que nos direciona, além de preservar a saúde de todos os magistrados e servidores, é continuar com nossa responsabilidade perante a sociedade cumprindo o nosso dever”, assegura o desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha.

Veja Mais

Um comentário em “Judiciário de MT não para com o isolamento social provocado pelo coronavírus”

  1. Aqui é a Aparecida Da Silva, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *