https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/04/1d40fb60c2ab4e815f6e64c9c886d468.jpg

ATIVIDADE COMERCIAL

Prefeitura debaterá criação de plano estratégico com categorias econômicas

Luiz Alves

A Prefeitura de Cuiabá irá elaborar um plano estratégico, visando a retomada da atividade econômica na Capital. A medida consta no art. 38 do decreto nº 7.868, assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro na última sexta-feira (03). A proposta será estruturada com base em dados técnicos e ofertadas pelos representantes das categorias econômicas e da sociedade civil.

Os debates com o setor produtivos devem começam no dia 13 de abril. A criação do plano será feita observando, sobretudo, as peculiaridades do novo coronavírus (Covid-19) e dos representantes do comércio local. A ideia é tornar compatível as medidas de prevenção ao contágio com o desenvolvimento das atividades econômicas.

“Ouvindo o setor produtivo, vamos avaliar a situação do avanço ou não da Covid-19. Se fizermos a nossa parte, conseguiremos conter. Vamos juntos elaborar esse plano de retomada gradativa das atividades econômicas. Peço, mais uma vez, a compreensão de todos. Eu sei da pressão, das críticas que recebemos. Mas, temos a obrigação cuidar da vida da população”, explica o prefeito.

O chefe do Executivo reforçou ainda sua preocupação com setor econômico e, nesse sentido, o decreto nº 7.868 trata o segmento de forma diferenciada. Ele cita como exemplo a alteração nas datas de validades das medidas temporárias. Para o setor público, as ações se estendem até o dia 10 de maio, enquanto que no âmbito privado seguem até o dia 21 de abril.

Para o comércio, o novo documento determina o fechamento de quaisquer estabelecimentos comerciais como shopping centers, restaurantes, bares, academias, feiras, ambulantes, entre outros. Supermercados, padarias, açougues, e lojas de conveniência podem continuar o funcionamento, mas o consumo dentro destes locais está vedado.

“Na atividade econômica, estamos fazendo uma avaliação quinzenal. Sabemos nas dificuldades enfrentadas e também em preocupo com o índice de desemprego que pode atingir Cuiabá. No entanto, quanto mais a gente dedicar nesse momento de isolamento social, mais cedo voltaremos a normalidade”, pontuou Pinheiro.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *