https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/04/a27df88dba0490d3f1d6b68731764e72-1.jpg

EM CUIABÁ

Vídeo mostra universitário matando jovem a facadas em condomínio

Reprodução

Imagens de um circuito de segurança flagraram o momento em que o estudante de Direito Raony Silva de Jesus, 27 anos, executa a sua companheira, a operadora de caixa Alyne Gomes de Souza, 20 anos, com mais de 20 facadas, na última quinta-feira (1), no Condomínio Chapada dos Bandeirantes, no bairro na Chácara dos Pinheiros, em Cuiabá.

O crime aconteceu após uma discussão entre o casal devido a uma crise de ciúmes do acusado.

De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Alyne e o companheiro começaram a discussão no apartamento do casal que fica localizada no “Bloco G” do condomínio.

Em um primeiro vídeo, é possível visualizar a vítima correndo no estacionamento em direção ao “Bloco C”. Neste momento, não é possível perceber se a vítima está ferida.

Logo depois, o homem corre atrás da operadora de caixa com uma faca na mão. Em seguida, o casal sai do plano da imagem.

Cerca de 12 segundos depois, o universitário aparece correndo em direção ao seu veículo Chevrolet Classic. Neste momento, o estudante já havia desferido mais de 20 golpes contra a sua companheira.

Outra gravação mostra o homem desferindo diversas facadas na vítima. O crime ocorreu no estacionamento, nas proximidades do “Bloco C”. Após os golpes, a vítima não mostrou qualquer tipo de reação.

Por fim, um último vídeo mostra Raony em seu veículo, Chevrolet Classic, fugindo do condomínio. Testemunhas informaram que o vigilante do local não havia liberado a sua saída e por isso o homem teve que quebrar a cancela para fugir.

Poucas horas após cometer o crime, Raony se apresentou à Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran).

Ele foi preso e encaminhado à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestar depoimento ao delegado Marcel Gomes de Oliveira, responsável pela investigação do feminicídio.

Alyne não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. Testemunhas chamaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que confirmou o óbito.

Saiba mais:

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO