MANDADO DE SEGURANÇA

Selma vai ao STF para tentar anular perda do seu mandato

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

A ex-senadora Selma Arruda (Podemos) ingressou com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), ainda na tarde desta quinta-feira (16), solicitando a anulação da reunião da Comissão da Mesa Diretora do Senado que decretou a sua perda de mandato, quem analisará o seu pedido será à ministra Rosa Weber.

Selma alega que a reunião desrespeitou o seu direito à ampla defesa, além de seus advogados terem sido notificados apenas 1h30 antes do início da reunião.

Selma também levanta que não foi notificada sobre a reunião realizada na última quarta-feira (15), e que analisou o relatório que recomenda a declaração da perda de seu mandato.

Arruda foi cassada por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE), em 10 de abril de 2019, por caixa 2 e abuso de poder econômico. No dia 10 de dezembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), julgou os embargos de declaração de Selma a manteve a cassação por 6 a 1, e a convocação de novas eleições mesmo com os recursos que a senadora cassada possa entrar.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *