https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/05/d954a170-f85d-4bde-8295-414e541ea204_0.jpg

BIOLOGIA MOLECULAR

IFMT recebe R$ 326,5 mil para produzir testes novo coronavírus

Reprodução

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), campus de Lucas do Rio Verde, irá receber 326,5 mil reais para compra de equipamentos necessários para a implantação de um laboratório de biologia molecular na unidade. O local estará apto a fazer testes para o novo coronavírus na população do médio norte do estado, que hoje não possui laboratório credenciado pelo Ministério da Saúde para fazer este tipo de análise.

A destinação dos recursos foi aprovada na reunião do Comitê Interinstitucional Gestor de Ações Afirmativas, no dia 19 de maio. A entidade é formada pelo Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT/MT), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Conforme o projeto apresentado pelo IFMT de Lucas do Rio Verde e assinado pelo professor titular da unidade, João Vicente, a destinação é importante para a região, dada a necessidade de testar todos os casos suspeitos de covid-19 na população e, assim, realizar o combate e a prevenção da doença de forma mais efetiva.

O repasse irá beneficiar a região do Alto Teles Pires, que possui uma população estimada de 200 mil habitantes e abrange os municípios de Ipiranga do Norte, Itanhangá, Lucas do Rio Verde, Nobres, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Santa Rita do Trivelato, Sorriso e Tapurah.

“Gostaríamos de enfatizar que encontra-se instalada no município a maior planta de industrialização de suínos e aves da BRF, que emprega mais de seis mil trabalhadores e que necessita de uma ajuda no combate à covid-19, com testagem rápida e eficiente, haja visto a formatação do trabalho deste tipo de indústria. Caberá a nós a ajuda técnica para permitir uma maior segurança nas informações de infecção e nas formas de combate e controle do vírus”, afirmou Vicente, no projeto.

O juiz auxiliar da Presidência do TRT/MT, Ivan Tessaro, destacou que desde o início da pandemia o Comitê Interinstitucional Gestor de Ações Afirmativas tem priorizado a destinação para projetos de enfrentamento ao novo coronavírus. “A realização de testes da covid-19 é uma das principais demandas, necessárias não só para detectar a doença como também auxiliar o Poder Público na adoção de medidas mais adequadas para conter seu avanço”, disse.

“É essencial que todas as instituições somem esforços para minimizar os efeitos da pandemia de covid-19 e que, em todo o país, seja garantido aos trabalhadores da linha de frente condições de trabalho seguras”, destacou, por sua vez, a procuradora-chefe em exercício do MPT, Thaylise Zaffani.

Ela lembrou ainda que o fomento de iniciativas que visam a melhoria de tais condições tem sido o foco mais recente de atuação do MPT, que, principalmente por meio de destinação de recursos provindos de ações judiciais, tem, em conjunto com a Justiça do Trabalho, possibilitado, por exemplo, a aquisição de equipamentos de proteção e até mesmo a doação de cestas básicas.

Destinações

Os repasses realizados pela Justiça do Trabalho e MPT para o combate e prevenção ao novo coronavírus em Mato Grosso já alcançam a marca de 8,8 milhões de reais. Os projetos apresentados por municípios e entidades públicas e privadas sem fins lucrativos já beneficiados podem ser conferidos na página “Covid-19: Atos, Notícias e Produtividade” do TRT de Mato Grosso.

As destinações seguem as recomendações publicadas no fim de março pela Corregedoria do (TRT/MT) e pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Ambos os órgãos orientaram para que valores disponíveis para a promoção de ações afirmativas sejam liberados prioritariamente para medidas de combate ao vírus causador da covid-19.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 22 de maio de 2020 às 20:05:00