https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/05/tfhedth.png

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Secretaria de Saúde de Cuiabá registra BO contra Ulysses Moraes e pede PA na Comissão de Ética da ALMT 

Montagem

O deputado Estadual Ulysses Moraes (PSL) gravou um vídeo em sua rede social falando que o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) e o secretário Municipal de Saúde, Luiz Antônio Possas, registraram um boletim de ocorrência e querem que a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), abra um Procedimento Administrativo (PA) na Comissão de Ética para apurar a conduta do parlamentar.

“Fui surpreendido com um ofício da Secretaria Municipal de Saúde, a onde eles pedem, assinado pelo senhor Luiz Possas, onde ele está pedindo abertura de procedimento administrativo contra a minha pessoa, ou seja, querem cassar o meu mandato por eu estar fiscalizando, isso fiscalizando”, disse indignado o deputado.

O pedido foi apreciado na sessão ordinária vespertina desta quarta-feira (27), e também já foi arquivado pela Assembleia. Muito nervoso, Ulysses fala em cassação do seu mandato no vídeo, mas o ofício pede para avaliar a conduta do deputado em suas fiscalizações.

“Sirvo-me do presente para solicitar abertura do procedimento administrativo competente para que a Comissão de Ética da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso apure a responsabilidade e o comportamento inadequado do aludido deputado”, traz o trecho do ofício.

“Aqui vai um recado para o Prefeito da Capital e aqui vai um recado para o secretário Municipal de Saúde também, vocês  não vão me calar, não vão me calar as fiscalizações não param, vou continuar cobrando e já estou sabendo de novo que tem prestador de serviço sem receber, tem médico sem receber tem profissional de saúde sem receber. Vou continuar cobrando cada centavo, eu quero saber para onde está indo cada centavo do dinheiro público que vocês estão investindo”, falou Ulysses.

A redação do Site Mato Grosso Mais entrou em contato com a assessoria da Prefeitura Municipal, que respondeu com nota à imprensa, veja na íntegra.

NOTA À IMPRENSA
Sobre a solicitação de abertura de Processo Administrativo contra o deputado Estadual Ulisses Moraes, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece que:

1- A Prefeitura de Cuiabá prima pela transparência e jamais se furtou a prestar quaisquer esclarecimentos, bem como impediu o exercício legal da fiscalização inerente aos parlamentares e demais órgãos de controle e até mesmo a população – desde que sejam feitos de forma respeitosa.

2-Exatamente por ferir esse princípio, a Secretaria Municipal de Saúde realizou a comunicação dos atos praticados pelo deputado à Assembleia Legislativa. E, na oportunidade, solicitou apuração e abertura de Processo Administrativo, uma vez que, por inúmeras vezes, o parlamentar tem usado de subterfúgios desrespeitosos para com os ambientes hospitalares Municipais dentre os quais; São Benedito, HMC e antigo Pronto Socorro.

3- Tais condutas são consideradas inaceitáveis, especialmente no momento em que todos os esforços estão voltados para o combate à disseminação da Covid -19. Inclusive, com o comportamento, o referido parlamentar fere todos os protocolos de segurança da Organização Mundial de Saúde (OMS) colocando em risco a saúde dos pacientes, servidores e do próprio deputado.

Veja o vídeo

View this post on Instagram

NÃO VÃO ME INTIMIDAR!!

A post shared by Ulysses Moraes (@ulysses_moraes) on

NOTA À IMPRENSA

Tomei conhecimento nesta quarta-feira (27), da existência de um boletim de ocorrência feito pela Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, onde presta declarações sabidamente falsas acerca do meu exercício de fiscalização feito junto ao antigo Pronto Socorro de Cuiabá.

Primeiramente chama a atenção o fato da Prefeitura Municipal de Cuiabá querer sempre calar os que exercem seu ofício fiscalizatório. Isso só demonstra a falta de respeito com o cidadão cuiabano, bem como com os profissionais de saúde que trabalham no antigo Pronto Socorro de Cuiabá em condições precárias.

Para deixar claro, exerci meu direito de fiscalização, amparado pela Constituição do Estado de Mato Grosso, a qual jurei ser guardião, bem como pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa que me autorizou essa tarefa, e por fim, respaldado por um Parecer Técnico da Procuradoria Geral do Poder Legislativo Estadual que me confere esta prerrogativa, sempre dentro dos limites da lei e da ordem.

Essa visita técnica foi feita em conjunto com um representante do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso, resguardados todos os cuidados frente ao COVID-19, tais como a colocação de EPI’s (máscaras, capacete e álcool em gel), e denúncias de sucateamento de setores do PSMC, e do atraso do pagamento dos profissionais da saúde.

O mesmo trabalho foi realizado nos municípios de Sinop, Primavera do Leste e Rondonópolis, neste último, inclusive, contando com a presença de outros parlamentares. Estranho que somente a Prefeitura de Cuiabá se ofende com a fiscalização, altera a verdade e tenta coagir o trabalho parlamentar.

Atos como esse não vão me intimidar, muito pelo contrário, me fortalece a fazer mais pelo cidadão de bem, mostrando a realidade no serviço público. Nos locais em que tiver dinheiro do Estado de Mato Grosso, eu estarei lá fiscalizando.

Para finalizar, concluo que o relatório da minha visita ao Pronto Socorro já foi enviado ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso, ao Ministério Público do Trabalho e ao Tribunal de Contas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 28 de maio de 2020 às 13:14:11
  • 27 de maio de 2020 às 20:50:49