https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/07/EnemAdiamentoAntônioPauloVogel.jpeg

NOVA DATA

MEC ignora consulta a alunos e marca Enem para janeiro

A espera pela nova data do Enem 2020 acabou nesta quarta-feira (8/7).

O Ministério da Educação (MEC) anunciou que as provas do exame serão realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021, com “reaplicação” em 24 e 25 de fevereiro (no caso de algum imprevisto que atrapalhe a realização das provas nas datas definidas, como falta de luz em algum dos lugares que abrigarem o exame).

A previsão é de que resultados sejam divulgados em 29 de março. A edição do Enem digital fica para 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

A expectativa de que em 2026 o Enem seja todo digital.

De acordo com o secretário-executivo do MEC, Antônio Paulo Vogel, foram muitas reuniões para chegar no resultado.

“Semana passada realizamos os diálogos com as secretarias estaduais, conversamos com as entidades representativas. Essa decisão não é perfeita para todos, tentamos buscar uma solução técnica”, afirmou Vogel.

“Se ficasse para maio, perderia o semestre” disse o secretário-executivo do MEC.

“O problema é que cada secretaria tem a sua própria realidade, cada uma está tentando entregar cada resultado possível. Sabemos da realidade”, prosseguiu Vogel ao ser indagado sobre as retomadas das aulas nos estados e no DF.

Vogel afirmou que, face a uma elevação estimada do custo da prova por conta das medidas sanitárias que precisarão ser tomadas para garantir a segurança dos 5,7 milhões de inscritos, o MEC pediu suplementação orçamentária de R$ 70 milhões ao Ministério da Economia.

Será obrigatório, por exemplo, a oferta de álcool em gel nos locais de prova, e os candidatos e aplicadores terão que usar máscaras.

Veja Mais

Um comentário em “MEC ignora consulta a alunos e marca Enem para janeiro”

  1. r se meu filho adquirir covid 19 no período de janeiro durante a realização das provas . vou ate a corte internacional , caçar um por um de vcs. Vcs são uns irresponsáveis alem de estarem aplicando prova para alunos que ainda não terão terminado o ensino médio . Requisito básico para entrar em uma faculdade. De janeiro a maio eles deveriam estar terminando o ensino medi-o. Realmente esse pais virou um caos uma vergonha. MEC E INEP fraude na enquete. Pq Se fosse um deputado ou um presidente seria eleito com o números de alunos votantes. A partir de agora as eleições de seus cargos deveriam levar em media os votos. Aluno de escola publica , pretos e índios nessa pátria não é ninguém . VCs terão que entrar para historia !!

Deixe uma resposta para alexandra nascimento dos santos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 9 de julho de 2020 às 12:33:44