https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/07/362be8a45c3c7d0d149692aea24cf551-1.jpg

TRAGÉDIA NO ALPHAVILLE

Empresário alega dificuldades e TJMT revoga fiança de R$ 209 mil

O empresário Marcelo Martins Cestari, pai da adolescente que teria disparado acidentalmente na amiga Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, no dia 12 de julho, no condomínio Alphaville, informou por meio de sua defesa que, devido a pandemia do novo coronavírus enfrenta dificuldades financeiras.

E por esse motivo não poderia cumprir decisão de primeiro grau, para realizar o pagamento da fiança no valor de R$ 209 mil.

Segundo informações, Marcelo possui bens avaliados em um montante que ultrapassa milhões. Somente a empresa em que ele é sócio, está avaliada em R$10,4 milhões.

O empresário também possuí carros importados de luxo, como uma Lambourguine, e residência no condomínio de alto padrão Alphaville.

O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Rondon Bassil Dower Filho atendeu ao recurso de Cestari e suspendeu a majoração da fiança, dada pela Décima Vara Criminal de Cuiabá.

Segundo a defesa, a decisão foi tomada de forma técnica, já que quando foi alterada de R$ 1 mil para R$ 209 mil, no flagrante por porte ilegal de armas, o empresário não foi ouvido.

 

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 20 de julho de 2020 às 15:20:06